Corresponder a um namoro

no Uruguai tem namoro online! Conheça pessoas e namore aqui no Uruguai. Mais de 486 de usuários buscam um amor no Badoo! É verdade que não é fácil rejeitar um pedido de namoro. Trata-se de um assunto delicado, a ser tratado com tato e consideração. Apresentamos a seguir algumas sugestões que poderão ajudar: Converse sobre o assunto com seus pais ou com uma pessoa madura na congregação. Corresponder com mulheres em Brasil Chat Namoro, Salas de encontros onde pode conhecer o seu futuro namorado ou namorada, fazer novas amizades, conhecer pessoas de todo o mundo. Chat namoro é um espaço para relacionamentos sérios ou casuais, é você que decide Corresponder com homens de Guiné-Bissau Clube Amizade encontros, relacionamentos e amizades com membros de 199 países. Clube Amizade site de relacionamentos, namoro ou amizade site de encontros online para homens mulheres que procuram fazer amigos amigas e conhecer pessoas Corresponder com homens de Portugal O Namoro em Portugal o seu site de namoro online para quem procura namoro em Portugal, Encontre agora o seu namorado ou namorada, comece agora um namoro virtual com milhares de homens e mulheres que procuram namoro junte-se a eles fale online no Namoro em Portugal, Site para quem procura namoro na internet. A Internet é apenas um meio de comunicação que aproxima pessoas. Você poderá encontrar o amor da sua vida e começar a teclar online, mas depois marcar um encontro presencial com seu futuro namorado ou namorada em Brasil. E quem sabe, até um dia se casar. Um relacionamento sério para você. Tudo começa com um encontro. Corresponder com mulheres em Portugal Chat Namoro, Salas de encontros onde pode conhecer o seu futuro namorado ou namorada, fazer novas amizades, conhecer pessoas de todo o mundo. Chat namoro é um espaço para relacionamentos sérios ou casuais, é você que decide Para evitar levar para o lado pessoal, finja que a situação aconteceu com um amigo. Possivelmente, a maior lição de um amor não correspondido é que não é preciso levar para o lado pessoal. É muito provável que o fato da pessoa ser incapaz de ser recíproca aos sentimentos tenha mais a ver com ela do que com você. Para ajudá-lo a não levar para o lado pessoal, imagine que iss Bom, namorei um menino durante 2 anos, ele era jogador de futebol, muito bonito e me encantava por ser assim, porém em contrapartida era mulherengo, e durante o namoro brigávamos muito, descobri muitas coisas, traições a principio não, mas coisas o suficiente para me magoar muito, não aguentei e terminei, mas sempre pedi um homem que me amasse, me respeitasse, proporcionasse coisas boas ... Namoro na Alemanha. A Alemanha é um país moderno e cosmopolita, mas mesmo neste mundo altamente individualizado e móvel do século 21, a família ainda é de importância fundamental para o povo alemão. Os homens na Alemanha têm a visão do futuro e da inovação. A educação é de extrema importância para eles.

Sou a babaca por não ter tirado minha amiga de um relacionamento tóxico?

2020.08.06 18:04 Yumi-Mochizuki Sou a babaca por não ter tirado minha amiga de um relacionamento tóxico?

Olá Luba, Editores, possível convidado e para todos os animais plantas e átomos que estão lendo ou assistindo, não sei porque não sou vidente.
Bom, essa história é recente, então não tem um final mesmo, apenas...não sei, a parte 1? Porque pelas circunstâncias, parece que ainda vai continuar, mas espero que não continue e quero que aconteça isso com ninguém, então antes de começar quero falar que saiba que nunca, NUNCA incentive aqueles tipos de namoros entre pessoas mais novas com pessoas muito mais velhas, não quero que ninguém, NINGUÉM cometa o mesmo erro que eu, mas cometi ele sem saber dessa parte, então, antes também de namorar, saiba pelo menos a idade do seu parceiro.
Então, faz alguns meses atrás que isso aconteceu, eu jogava um aplicativo que vou chama-lo de CarlsApp (só pela história começar por ele já posso ver que eu sou a babaca por ter ido pra lá) estava eu andando por umas salas de conversa até entrar numa sala onde conheci 5 pessoas, mas iremos focar em 2, vamos chama-los de Rainara, a garota, e Carls, o garoto, conheci Rainara e Carls, pensa numas pessoas legais, engraçadas e fofas, foi assim que pensava dos 2, estávamos conversando de boa nós 6, ficamos super amigos, principalmente Carls, Rainara e eu, ninguém ali se conhecia pessoalmente, todo mundo morava em parte diferente do Brasil, e Carls morava no Japão, então basicamente éramos amigos da internet, tudo de boa, saudável até aí, passou alguns meses e descobrimos que Carls e Rainara se gostavam, muito fofo pra todos nós, um cara legal com uma garota legal, muito fofo, passou umas semanas, e vimos que Carls pediu a Rainara em namoro, mas ninguém sabia se ela tinha aceitado, porque ela estava na dúvida, uma galera incentivava, pra mim estava no "algo de errado não está certo" mas como não via nada de mal então pra mim tanto faz, passou um tempo e comecei a ver que Carls estava dando em cima de mim, fiquei surpresa e ao mesmo tempo fiquei muito sla, não sei dizer, não gostava dele, não sabia muita coisa e muito menos não sabia se a Rainara tinha aceitado, e se sim? Eu não queria ser uma amiga má e corresponder o mesmo que o Carls fazia, perguntei pra ele como forma de mudar assunto (pois tava ficando muito doido o assunto e tava muito na cara que ele estava dando em cima de mim e tava só piorando) se a Rainara tinha aceitado, ele falou que ela não tinha aceitado, tinha ficado triste mas pelo menos tinha eu falando com ele, não estava convencida e ao mesmo tempo fiquei "cara, ele gosta de mim?" Como não sabia de nada , fui perguntar pra Rainara e ela falou que sim, ela tinha aceitado namorar ele, então eu falei logo o porquê tinha perguntado, e ela riu no início e depois pareceu chateada, mas no final da conversa ela simplesmente falou " normal, é o jeito dele", mano, e vamos de corna mansa, porque ele até falou depois que ele tinha até recebido nuds de umas outras garotas e começou a dá mais em cima de umas meninas, inclusive de mim, fiquei enojada porque ele fazia aquilo mas quando ele via ela falando com uns caras ele não gostava, ele ficava super no "você não me ama" e tals, passado umas 1 ou 2 semanas, tudo "normal" tinha ido assistir TV com meus irmãos, até que vi que minha mãe pegou meu celular enquanto tava lá assistindo, ela viu meus desenhos no cell, os vídeos que eu estava vendo, minhas mídias, super de boa até que ela viu minhas conversas, ela ficou chocada especificamente com a conversa minha e do Carls, ela começou a me dá sermão de que esse cara tava dando em cima de mim, era um cara nojento, concordei com minha mãe, pensávamos do mesmo jeito em relação a ele, então ela falou pra eu bloquear ele, e como uma boa filha, obedeci, não sei se foi uma escolha correta, mas isso foi o suficiente pra ver que Carls era muito pior que um namorado que corna minha amiga. Alguns dias depois, vi que o Carls e a Rainara, tinham me bloqueado, o Carls eu já sabia o porquê, mas a Rainara não, fiquei desesperada, pois ela era muito legal e gostava de falar com ela, então é aí que surge mais 2 pessoas, meus dois melhores amigos, vou chama-los de Zarls e Karls, Zarls falou que era melhor deixar ela com o relacionamento dela com o moço, porque se ela fosse minha amiga de verdade ela não teria me bloqueado, mas falei que tentaria mais uma vez e foi o que eu fiz, infelizmente minha última carta foi voltar pro CarlsApp, até ali não tinha mais voltado pois estava sofrendo ataques de pessoas que nunca vi na minha vida (uns seguidores do Carls) e aquele lugar me trás lembranças ruins, mas voltei pra tentar falar com a Rainara, ela não me bloqueou lá e falei com ela e a mesma disse que o Carls tinha ameaçado ela dizendo que se ela não me bloqueasse, ele não iria mais falar com ela, porque se ela amasse ele ela faria isso e tal (ou seja, outra chantagem) então eu resolvi falar pra ela que isso que estava acontecendo não é normal, que isso estava ficando super ruim principalmente pro lado dela, depois lembrei de um fato que fazia com que isso ficasse pior ainda, ela tinha 14 enquanto ele tinha 18, tipo, ele era maior de idade e ela estava num meio desse tipo de relacionamento com 14 ( outro fato que acredito eu que seje a parte que mais me fez ficar longe dele, foi que ele disse uma frase que me faz querer apertar o pescoço da pessoa que fala isso: " idade é só um número", " cara, tô nem aí, meu primo tem 35 e namora uma menina de 13, de boa, idade não impede o amor") Tentei convence-la ao máximo mas ela disse que amava ele, ele a amava, "quem sabe que eles se encontrem, aí viram um casal de verdade" (sim, ela realmente disse isso) e um monte de coisas desse tipo, pedi ajuda pros meus 2 amigos, o Zarls falou mais uma vez pra deixar ela, que quando ela perceber ela vai ver que fui uma boa amiga e que eu tentei ajudar mas ela não quis ouvir, já Karls falou pra ela tomar no c* e que era pra ela ser mais feminista e menos burra (concordei demais com ele), ouvi o Zarls e não falei mais com ela, desde então não tenho mais notícias relacionadas a o casal, o Carls tentou falar comigo no app mas decidi que nunca mais entraria lá. Todo mundo que eu falo e participou da história está bem, o Zarls está feliz por ter me ouvido e meu deu todo o apoio pra me ajudar a superar essa história, Karls ficou triste por eu não ter mandado ela tomar no c*, mas ele foi um grande amigo como sempre e também me deu muito apoio, minha mãe está feliz por eu ter parado de falar com o casal, ela ainda faz o mesmo sermão e fala pra eu aprender com isso e pra mim ela foi uma mãe muito incrível como sempre, pois sem ela eu nunca teria visto o quão tóxico ele era e o quão falsa e burra era a Rainara, mas a história não acaba assim, se não, não teria colocado no,título " eu fui a babaca?" Enquanto eu assistia a turma-feira, vi que a Rainara me desbloqueou e está tentando voltar a falar comigo, sinto que não desejo falar com ela, pois depois disso tudo, tenho a mínima vontade de querervoltar a reviver a história, meus amigos já falam que é melhor não, que isso só vai piorar, mas sinto que ainda não fiz nada pra ajudar e que ela pode está precisando da minha ajuda, mas mesmo depois desse pensamento, bloqueei ela, pois não quero mais falar com ela, não quero mas voltar a falar com os dois, nunca mais quero ver esses dois, mas as vezes me pego pensando que isso tudo aconteceu por minha causa. Será que na verdade eu fui a babaca dessa história? Tudo isso aconteceu por causa de mim ou não? Gostaria muito que vocês me falassem, então foi isso minha gente, muito obrigada por ler.
Caso queira ler isso também: Sei que isso tem nada haver com o " eu fui o babaca?" Mas gostaria de dá uma moral, nunca namore virtualmente? Sempre conheça a pessoa antes de namorar essa? Cuidado com quem você fala? Obedeça seu pai e sua mãe? Não! Bem... Sim, mas essa não é a moral, a moral é: nunca entre nesses aplicativos de falar com pessoas virtualmente usando personagens como aquele, sempre dá errado, se você namorar alguém por lá, você está destinado a ser corno.
submitted by Yumi-Mochizuki to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.08 14:56 xDark0x Levei um fora da minha ex que ainda amo

Olá! Então, é minha primeira vez aqui escrevendo, e estou um pouco nervosa pois nunca fiz isso antes, tenho dificuldades em falar sobre o que sinto e tal, mas chegou à um ponto em que realmente preciso desabafar. Vou explicar tudo com datas pra ficar mais fácil. Ultimamente venho passado por uma série de eventos os quais me deixaram muito mal. Tenho uma ex namorada, a primeira e única com quem me comprometi até hoje (tenho 18 anos), em março de 2018 conheci ela através de uma amiga e desde então nos demos muito bem. Desde que a conheci já despertou um interesse e sentimento em mim. Tínhamos várias coisas em comum, gostos musicais, forma de ver o mundo e afins. Logo nos tornamos muito próximas, confiavamos tudo uma na outra e após uma jogada de charme aqui, umas coisinhas românticas ali (kkk) Consegui conquista-la. Isso em junho. Namoramos por 6 meses, muito felizes, mas devido uma interferência da família dela, que ficou sabendo de nós duas por intermédio de uma professora do colégio que conhece a mãe dela, (fdp fofoqueira) tivemos que nos separar. A mãe dela me contatou e com base em ameaças de contar à minha família, me fez confessar nosso relacionamento. Depois que o sangue esfriou e fiquei "mais calma", me senti muito mal, pois senti que à traí, me senti mal por acreditar na mãe dela (que considerando a pessoa que é não merece confiança) que disse não fazer nada com ela se eu falasse tudo. Paramos de nos falar, e como já era dezembro, estavamos de férias e não nos víamos (só tínhamos oportunidade de nos ver na escola). Só no ano seguinte, no primeiro dia de aula consegui contata-la e descobri da forma mais dolorosa possível que não sentia mais nada por mim e me odiava pelo que fiz. Me senti péssima, por ainda à amar e pela situação em si, que não saía da minha cabeça. Tivemos só essa conversa e depois nos distanciamos novamente (por escolha dela). Lá pra junho do ano passado, ela começou a dar sinais de querer voltar a falar comigo, depois de longas conversas sobre esse assunto, finalmente nos entendemos, mas não totalmente da forma como gostaria. Ela disse novamente não me amar mais. Foi doloroso, mesmo já tendo ouvido-a dizer antes. Ela estava passando por momentos terríveis com a família. Não é uma pessoa tão fácil de lidar (a criação ajudou um pouco nisso), então falar com ela naquela época foi bem complicado. Queria ajudá-la mas ela não permitia que eu o fizesse. Arduamente fui conquistando a confiança dela, até que desabafava comigo e eu tentava ajudar da forma como podia. Aos poucos ela foi melhorando e fomos resgatando a amizade e por ainda nutrir sentimentos românticos por ela, as vezes dava umas cantadinhas bobas, mas as vezes sérias também (Claro que não no momento que ela estava fragilizada, mas sim nos de descontração, para deixar bem claro). Em setembro nos aproximamos mais e finalmente consegui com que ela demonstrasse gostar de mim da mesma forma que eu dela. Pouco tempo depois a família novamente descobriu a gente, da mesma forma que da outra vez, mas dessa, eu estava de certa forma mais forte. Bom, consegui conversar com a mãe dela sem demonstrar medo pelo menos. Chegamos à conclusão de que realmente não dava pra ficarmos próximas na escola. e em meio à isso tudo, pedi ela em namoro pela segunda vez. Dessa, não mantinhamos o contato de antes, muito raramente ficávamos juntas, já que ela era de outra turma. mas passando o tempo começamos à relaxar um pouquinho e passar ainda mais tempo juntas, sempre que podíamos, porém com mais cautela. Dessa vez, durou 2 meses e meio, de outubro à metade de janeiro. Ela terminou comigo de novo, não por deixar de sentir, mas eu estava passando por questões pessoais (que até hoje estou lidando, e que me incomoda bastante falar). Como ela além de namorada era minha melhor amiga, falei com ela por mensagem sobre o assunto, e depois de conversar, de um dia inteiro completamente estranho e nós indiferentes, eu por me sentir mal por estar daquele jeito, ela acredito que por não estar acreditando e por lamentar a situação, no fim do dia ela terminou tudo. Foi terrível pra mim, confesso que fiquei com raiva de certa forma, pois queria ela do meu lado para enfrentar aquilo, eu estava apavorada sem saber o que se passava direito na minha cabeça. Mas no fundo, por trás de tanto sentimento ruim, entendia que era direito dela. Era total direito dela decidir onde ficar e até onde pode aguentar também, nunca foi uma relação fácil, e não posso exigir de alguém o que eu faria dentro da relação sendo que somos pessoas diferentes. Ainda mantinhamos contato, mas de forma meio estranha, até que ela começou a demorar muito para responder e por fim, sumir por dois meses. No aniversário dela em maio, fiz um pdf com várias mensagens e desenhos (felizmente sou boa com desenhos) e mandei para o email dela, isso sem muita pretenção, apenas como forma de carinho. Depois de 7 dias me respondeu pedindo desculpas por não ter visto já que não olhava o email (algo totalmente válido pois também não olho hehe) e dizendo que se eu quisesse voltar a manter contato que gostaria. Voltamos a nos falar por outra rede, diferente da que nos falávamos antes, e foi tudo muito bem, ainda demorava para responder, mas não posso cobrar já que deve ter as ocupações dela, assim como tenho as minhas. Embora sempre dê aquele desapontamento e dúvida sobre ser "importante" ou não kkk. E à partir de agora voltamos ao que está acontecendo atualmente. (Estou resumindo o máximo que posso pra não ficar maior do que já está.) Há umas três semanas, em uma conversa casual ela perguntou brincando se eu ainda sentia o mesmo por ela, e eu muito envergonhada disse que sim. No outro dia, acordo com um texto dela (ela gosta muito de escrever) falando sobre amor, sobre estar apaixonada por alguém que sempre atrai ela de volta e por isso quer manter em segredo. Automaticamente me animei e fiquei profundamente feliz, "ela ainda me ama!" Pensei. E dessa vez sem eu mesma ter que correr atrás. Escrevi algo respondendo à ela e mandei uma letra de música que gostava muito pra que ela ouvisse. Ela disse que escreveu aquilo aleatoriamente, mas sabe quando você vê que a verdade não é aquilo que a pessoa diz? Enfim. Foram assim as últimas três semanas, com textos românticos que se encaixam perfeitamente na nossa história, respostas minhas, e mais textos que também mandava pra ela. Ela sempre respondia dizendo que ficaram muito bonitas as coisas que escrevi, e era o mesmo que eu dizia para os dela, obviamente direcionados para uma pessoa, mas que por conta da primeira fala dela de querer "manter em segredo" eu não entrava em detalhes, embora estivesse crente de que eram para mim. Textinho vai textinho vem, perguntei se o que ela escrevia era para alguém (Isso já confiante de mim, mas queria que "confessasse") depois de enrolar um pouco para falar, acabou dizendo e era o nome de outra garota :) Fiquei sem entender nada, não sabia como reagir. Me senti uma idiota por ter imaginado que era pra mim e ao mesmo não entendia como aquilo encaixava tanto em nós e em outra situação. Não conheço a menina, mas aparentemente não à corresponde, enfim. Me senti tão mal, principalmente por ter pensado que as coisas eram pra mim e ter descoberto de uma forma tão brusca. Fui conversar com ela para tentar esclarecer tudo e foi até bem rude ao responder. Disse que não via mais futuro em nós e não queria mais a confusão que era "estar comigo". Isso aconteceu ontem, e até agora não sai da minha cabeça. Dormi pensando nisso da mesma forma que acordei hoje e foi a primeira coisa que veio à cabeça. Não é a primeira vez que acontece situações que me deixam assim, em relação à ela. As vezes parece que estamos em um looping infinito sabe? Pois sempre passamos pelos mesmos momentos, desde os complicados, aos de investidas minhas e a "volta do amor" dela, que é algo que me deixa com muitas dúvidas por dentro, pois poxa, que amor é esse que eu preciso ir atrás? E sinceramente, isso me deixa com tantos questionamentos e angústias, eu realmente à amo, e me sinto uma idiota por isso. Eu odeio me sentir dessa forma sabe? As vezes odeio ser dessa forma. Me sinto idiota por ser tão intensa em ralação aos sentimentos, principalmente numa época em que isso é pouco levado em conta por muita gente. Ocorre um misto de emoções, angústia, tristeza... Por tudo que já aconteceu e pelo que estou sentindo agora. Tenho dúvidas reais sobre nosso fututo, não sei o que pode acontecer conosco, se podemos ficar juntas, ou se realmente estamos fadadas à seguir caminhos diferentes; e isso é uma das coisas que mais me apavora, não saber o que irá acontecer, se esse sentimento por ela vale realmente a pena ou estou apenas perdendo tempo em minha vida, numa coisa que não terá fundamento. Me sinto afogada nesse misto de sensações, sentimentos de amor e tristeza que não sei como fazer passar.
Não sei se alguém vai ler até o final porque realmente ficou enorme kkk, mas de qualquer forma já vale o desabafo. Não tenho ninguém para falar sobre isso
submitted by xDark0x to desabafos [link] [comments]


2020.04.21 07:20 sonyashnyki Eu preciso colocar isso pra fora

Ok, eu namoro uma menina há 1 ano, e esse tempo inteiro juntos conseguimos brigar quase todos os dias, e basicamente tudo é culpa minha, mesmo ela não falando, eu sei que é. Os pontos são: ela insiste muito em algumas coisas, (há um tempo atrás eu pedi um tempo, precisava reorganizar a minha cabeça, ela insistiu e eu acabei cedendo. Quando ela pediu isso, eu acabei deixando, pois acredito que cada um precisa do seu ''espaço'', e se ela tinha me pedido aquilo, creio que realmente ela precisasse daquilo. Bom, ela surtou) sobre ser uma pessoa meio ''inativa'' nas conversas, e por assim vai. A gente é literalmente o oposto em tudo, desde estilo musical até visão de mundo, não que isso seja um ponto negativo, mas muitas vezes eu não sei o que falar com ela, por não ter conhecimento do que ela gosta. Quando essas brigas acontecem, é normal que a gente fale algumas coisas da boca pra fora, mas são sempre os mesmos pontos. Eu tentei e ainda tento dar o máximo de mim para mudar esses fatos que ela me apresentou, inclusive vi o inicio de uma melhora, mas toda vez que a gente briga, parece que tudo que eu fiz foi em vão, o quanto eu me senti impotente por não corresponder o minimo, é tudo descartado a cada briga que a gente tem. Há dias em que ela me elogia, alimenta o meu ego, me trás a esperança de que isso tudo vai passar, e logo após, contradiz tudo. Ela me monta em 10 dias, e me desmonta em 1 minuto. Eu amo muito ela, só que eu não tenho ideia de como me mudar, ou mudar a situação em que estamos, não acho que terminar seja uma opção, eu só estou ficando cansado. Desculpem se o texto ficou confuso, não sou bom com palavras, por favor alguém me dá uma luz.
desde já, grato
submitted by sonyashnyki to desabafos [link] [comments]


2020.03.27 20:54 marii7261 Estou começando um relacionamento com um cara e isso me dá medo

Estou saindo com um cara tem um mês mais ou menos. Ele é super legal e tamos nos dando super bem. Parece que já somos amigos de anos, ele é super romântico (e eu adoro isso) e respeitoso.
Acontece que eu tô numa fase de vida que tô cuidando de meu filho pequeno de 4 anos (sou separada) e trabalho muito. Sinceramente, não me imaginaria estar em um relacionamento por agora.. não sei se a fase que eu tô condiz com isso
Também, já tive alguns relacionamentos longos que me deixaram muito abalada mesmo. Eu estou super bem por esses anos que tô solteira, e tenho muito medo de ficar mal de novo.
Mas eu tenho gostado demais dele e cogitado ter algo sério. Já ele, já disse estar apaixonado, que quer me apresentar pra família amigos etc. Sinto que pode pedir em namoro em breve.
Mas eu tô com medo. Preciso de mais tempo. Também não quero me prender demais e acabar magoando ele que é uma pessoa muito boa. Eu já magoei muito uma pessoa no passado por não conseguir corresponder ao sentimento dele e isso me corroi muito.
Também não sei se ele parou pra pensar que com o fato de eu ter filho pequeno, minha relação com ele nunca vai ser 100% normal. Não vou poder fazer viagem longa com ele, nem estar presente sempre, pois meu filho sempre será minha prioridade. Tenho medo de assumirmos um namoro e quando ele ver esse lado, desistir.
Só sei que estou confusa e isso me impede de me entregar mesmo nesse relacionamento....
Sei que o melhor caminho é conversar com ele sobre minhas inseguranças. Mas eu não tô afim de conversar mesmo... Ele tá tão animado com isso e eu não queria deixar ele receoso ou triste
submitted by marii7261 to desabafos [link] [comments]


2020.03.08 05:08 roselaesy amigo suicida

leiam isso urgente e por favor. eu tenho um amigo que conheço há um ano. eu sempre gostei dele mas ao ver q ele n era reciproco me afastei. então ele notou isso e se aproximou e desde então tenta me conquistar. mas eu tenho mágoas do passado, por ele não corresponder, por ter outra e não contar, por não ser tão amigo como devia tec e ate sai com ele mas ele acabou não fazendo nada, segundo ele por timidez e inexperiencia. nesses meses todos eu sempre ajudei ele no emocional e pessoal, aconselho a ir num terapeuta etc. dias atras eu fui clara com ele sobre namoro. falei que n estou bem e q passei mtas decepções entao nos n vamos ter nada. ele se mostra cansado desde o começo do ano e depois q eu falei q n vamos ter nada ele esta triste de vez. some, demora pra responder, é desanimado etc. hj briguei com ele de novo por conta de cobranças e ele disse q me daria boa noite pq carregaria o celular e talvez n voltaria. estou preocupada com issso. ele nao pareceu mais no chat. tenho medo de ele fazer algo. e
submitted by roselaesy to desabafos [link] [comments]


2019.01.04 07:18 Kilu4 Após a escuridão sempre vem o amanhecer

(EDIT PARA O TLDR) : Meu namoro de cerca de 1 ano e meio , acabou e só agora eu consegui perceber o quanto me fez mal estar nisso e quanta merda passei por ter me envolvido com alguém enquanto eu tinha 0 autoestima. Porém agora que notei tudo isso estou pronto pra fazer desse novo ano muito melhor e começarei isso me conhecendo
Acho que nunca estive mais esperançoso.
Meu 2018 foi maravilhoso, ganhei um aumento, consegui uma bolsa integral, fiz meu primeiro concurso público, até mesmo um cursinho de primeiros socorros eu me aventurei. Mas um único fato foi capaz de tirar toda minha vontade e alegria nesse final de ano, o fim do meu "namoro".
Esse foi o meu 1º namoro. Eu perdi o meu BV com ela, minha virgindade e ainda assim eu saio desse namoro com uma sensação de que eu não fui o bastante.
Quando olho pra trás, vejo coisas que me envergonham e ao mesmo me deixaram uma cicatriz tão grande que me fez me questionar o quão pouco eu signifiquei na vida dela ao mesmo tempo que me sinto um tanto inútil dado ao quanto ela significou pra mim.
Alguns desses casos que me marcaram foram os seguintes:
1º- Ela tinha um Ex namoro virtual, porém quando a gente tinha menos de 1 mês de namoro, o rapaz chamado Lucas (eu sei que nunca vou esquecer essa história, já que tem Lucas a cada 2 metros) voltou a conversar com ela. Ela se declarou para o garoto sobre o que sentia, e ele disse que não poderia corresponder a mesma coisa. Eu fiquei arrasado com isso, mas procurei perdoar já que ela foi honesta comigo. Porém o problema com esse cara se repetiu mais 3 vezes. Ela terminou e me bloqueou após ver uma foto dele no instagram, voltou a conversar escondida com ele ( tinhamos combinado de manter ele bloqueado após a vez do instagram ) e na 4ª vez nós terminamos quando ela mandou escolher " Aceitar e ficar de boa ou terminar ", acabei perdoando e hoje sequer sei o motivo de ter me rebaixado nesse estado, mas isso eu sei que é algo que vai ficar marcado para sempre e destruiu a confiança plena que eu sempre deixei claro que quis ter e me fez perdoar na 1ª vez.
2º- Eu estava disposto a pagar um curso preparatório para o ENEM, já que queria cursar História ao mesmo tempo que iria me manter perto dela. Pois bem, era legal quando não tinha ninguém olhando. Sério, a gente chegava a se tocar na VAN escondidos, mas quando alguém nos olhava ela simplesmente fingia que eu não era nada. Eu passei a acreditar que ela tinha vergonha de mim, já fazia cerca de 7 meses escondidos e ela não havia criado coragem pra falar com os pais ( nunca quis passar por cima da vontade dela nisso ) e no curso que só haviam pessoas estranhas ela fingia que mal me conhecia. Chegou a falar na minha cara para uma pessoa que só eramos conhecidos quando uma pessoa perguntou e eu fiquei me sentindo péssimo. Cheguei a conversar com ela sobre isso, mas não resolveu de nada e pouco tempo depois fui obrigado a sair do curso por conta de uns problemas em casa.
3º- Ela vivia falando que se eu fosse como um colega meu, que pegou bolsa no Mackenzie e arrumou um estagio ganhando 2.5k ela conseguiria me assumir pros pais, já que eles queriam alguém que tivesse fazendo faculdade. Até ai, eu ainda me forçava pra compreender. Porém depois de um tempo de sair do curso, eu consegui entrar na faculdade com bolsa integral no 2º semestre. Claro que não é nível Mackenzie e nunca será, mas ela passou um bom tempo me chamando de fracassado/acomodado por estar cursando administração em vez de ter estudado pra história. ( não tem história presencial aqui na cidade, e eu não tenho familia espalhada brasil a fora ou familia que vai dar 3k por mês pra ela sobreviver ), e meu serviço não ganha bem, longe disso. Mas não é algo que a familia dela teria preconceito como empacotador de supermercado. ( Sou monitor de cursos interativos, aqueles estilo Microway ou microlins da vida)
Salvo outras coisas aleatórias, como dizer que eu estraguei a vida da minha mãe por ter nascido, ou sempre terminar por motivos aleatórios, me bloquear e voltar dias depois fingindo que nada aconteceu, ou o que mais me irritava desde sempre, cobrar que eu perdoasse ela 100% das merdas que fazia, quando voltava sempre a fazer a mesma coisa.
Nesse nosso término, por exemplo, ela acusa que eu nunca " motivei " ela. Mano, eu via a menina praticamente a cada 2 meses com ela morando na minha cidade porque ela queria estudar pra medicina. Eu trabalhava algumas horas a mais pra juntar tempo o suficiente pra uma folga. Eu me preocupei com ela indo morar pra Foz do Iguaçu pra fazer medicina no Paraguai e cheguei a pedir um acordo pro meu chefe, pra poder mudar pra lá e ter a sensação de morar sozinho e já ia me ajudar na ansiedade de preocupação com ela com a única condição de falar com os pais dela.( sim, novembro de 2018 ainda não tinha dito ) Ela não quis falar, preferiu falar que não queria viver vida de casada ( ??? ) e que eu iria só atrapalhar a juventude dela. E inclusive usou essa minha preocupação pra falar que eu só queria ir por achar a menina uma retardada ou coisa assim. Detalhe: Não faziam 2 meses que ela passava por psiquiatra com remédio controlados, inclusive ela diz que surtou numa festa de final de ano aqui da empresa do pai dela na volta pra casa deles.
E sinceramente, eu olho pra tudo e isso e somente penso o quão errado isso tudo deu. Eu percebi o quanto eu aguentei e o quão mal eu me senti nessa relação simplesmente por insegurança e carência. Eu descobri que não sei o que gosto além de e-sports, futebol, animes, filmes e jogos em geral.
Eu só sei que quero mudar. Quero tentar me tornar uma pessoa melhor em geral, descobrir novos hobbys, perder a timidez e quem sabe até mesmo aprender a flertar. Tirei um tempo pra aprender a usar aqueles temas do /androidthemes (e consegui!), irei começar a aprender a configurar a camera manual do celular e depois a editar com o LightRoom. Com o dinheiro que guardei pra comprar nossa aliança de namoro fiz minha tatuagem de Fullmetal Alchemist, planejo fazer um cronograma pra estudar no mínimo 1h por dia assim que voltar meu serviço e eu descobrir se vai ter mudanças nos horários e principalmente vou valorizar ainda mais minha mãe e meus avós, pois eles sim são as pessoas que sempre estarão comigo e se orgulham de todas as minhas conquistas, mesmo que seja um emprego que ganha um salário mínimo ou uma bolsa de faculdade mesmo que não seja o que você sonhou.
Finalmente descobri que esse sofrimento todo foi por ter colocado ela acima de tudo e principalmente por não ter tido autoestima suficiente de olhar pra si mesmo naquele tempo todo e dizer " Você vale mais que isso " por que eu realmente valho mais!
Eu comecei do zero no meu emprego como um estagiário fudido cujo o próprio chefe me fala hoje em dia que tem um puta orgulho do que eu me tornei, pq ele achava que eu iria desistir em 1 mês e quando pedi demissão me ofereceram um aumento, e eu me senti importante e útil, além desse valor ter me ajudado absurdos em casa. Além disso eu fui MUITO bem no 1º semestre de ADM e até que gostei das primeiras matérias, o que me animou um monte por ser um curso " por fazer "
Eu posso ter passado meu final de ano um tanto depressivo enquanto assistia o glorioso Silvio Santos. Mas esse ano não. 2019 será o ano em que finalmente eu terei orgulho de mim mesmo.
submitted by Kilu4 to desabafos [link] [comments]


Namoro sem sexo COMO NÃO TERMINAR UM NAMORO Pt. 1 - YouTube Namoro: Tempo da descoberta_Programa Direção Espiritual_2ª Parte_28/02/2018 Tive um namoro ano passado. O Feh é gay? #AleResponde SURPRESA DE 6 MESES DE NAMORO  SURPREENDA QUEM VOCÊ AMA  @eufabianapaixao Na Terça do Amor, Ana Maria deseja encontrar homem sério ...

Corresponder com homens de Guiné-Bissau - Clube Amizade ...

  1. Namoro sem sexo
  2. COMO NÃO TERMINAR UM NAMORO Pt. 1 - YouTube
  3. Namoro: Tempo da descoberta_Programa Direção Espiritual_2ª Parte_28/02/2018
  4. Tive um namoro ano passado. O Feh é gay? #AleResponde
  5. SURPRESA DE 6 MESES DE NAMORO SURPREENDA QUEM VOCÊ AMA @eufabianapaixao
  6. Na Terça do Amor, Ana Maria deseja encontrar homem sério ...

Se não é um casamento,se é namoro: Só é justo permanecer num relacionamento quando nós nos fazemos bem. O singular não se desfaz quando a gente se torna plural. As vezes em nome do Amor ... Garota Sentinela - COMO VIVER UM NAMORO SANTO! #SEXUALIDADE com Déia & Tiba - Duration: 12:14. Garota Sentinela 13,309 views. 12:14. 12 Year Old Boy Humiliates Simon Cowell - Duration: 5:37. INSCREVA-SE - http://tinyurl.com/c6fm4ok BAIXE NOSSO APLICATIVO PARA CELULAR: iPhone - http://tinyurl.com/awfh98g Android - http://migre.me/deC7p Twitter: ht... Eu e Saulo comemoramos 6 meses de namoro e resolvi fazer uma surpresa para ele. Com a ajuda de um casal muito amado pela gente, consegui realizar tudo da forma que planejei, obrigado Alan e Emilaine! Pessoal hoje fiz um vídeo respondendo algumas perguntas de vocês e acabei fazendo uma revelação que vocês ainda não sabiam como por exemplo um relacionamento que tive ano passado ... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube.