Eu amo o dinheiro

Casamento

2020.11.27 01:22 raciocinioracional Casamento

Nunca sustente um casamento por dependência financeira ou "por causa das crianças". Dinheiro e guarda se resolve depois, e NINGUÉM MERECE se sujeitar a uma convivência merda pelo resto da vida.
Meus pais têm 28 anos de casados. Um casamento de merda. Não dormem juntos faz mais de 12 anos, brigam todo dia por qualquer motivo de merda, eu e meu irmão temos que ficar ouvindo desde criança. São fodidos financeiramente, mas é minha mãe que sustenta a casa por ter renda fixa. Nunca planejaram uma vida financeira, vivem de empréstimos e renegociações. Preferem gastar grana com coisas da casa, com eletrodomésticos e bla bla ao invés de juntar pra chegar e falar: "vamo cada um tomar seu rumo nessa desgraça caralho?" Nem precisa ser nada oficial, só vai cada um pra um canto e os filhos que dê um jeito.
Eu prefiro morar numa quitinete sem esse inferno diário do que nessa casa cheia de coisas e de comida mas com esse lixo de convivência depressiva, estressante, indutora de ansiedade e melancolia.
Quando inventam de ser carinhoso um com o outro, eu sinto nojo e vergonha alheia, por ser uma coisa tão atípica e falsa dentro desse mar de ódio mútuo entre os dois. Preferia passar o dia inteiro na faculdade do que aqui.
Amo meus pais e meu irmão, sou grato por ter tudo e por ter família, mas não dá pra ignorar minha mãe chorando dia sim dia não desde quando eu me conheço por gente, as brigas diárias e o humor de cu do meu pai.
Vontade de morrer do caralho. E pra você, merdinha que vai dizer pra eu ir trabalhar e arranjar meu próprio canto, vá à merda.
submitted by raciocinioracional to desabafos [link] [comments]


2020.11.26 15:37 Greym4n055 Meu tio tentou matar a minha vó e eu tenho que conviver com ele

Ele é esquizofrênico, já causou dor de cabeça para a família relacionada a drogas, bebida, dinheiro e agressividade durante as crises. A minha vó, mãe dele, é a pessoa que eu mais amo no mundo. Por algum motivo durante as crises ela se torna a pessoa mais odiosa do mundo pra ele. A primeira vez foi quando estávamos morando em uma casa, ela chegou ensanguentada dizendo que ele tinha atacado ela com uma tesoura, a segunda foi quando estávamos em um apartamento, ele apareceu pedindo dinheiro, minha mãe negou e dias depois ele apareceu lá tentando pular a janela, estávamos sozinhos, eu tinha 10 anos. Ela pediu para ele dar a volta no prédio e entrar pela porta, enquanto isso me escondeu em baixo da cama e foi se esconder na portaria. Ele tinha um martelo e quebrou todas as nossas televisões e o nosso microondas, por algum motivo não me viu quando entrou no meu quarto. Tempos depois ele foi preso por matar um bandido da rua dele. Agora que já saiu eu tenho que agir normalmente quando estamos em alguma confraternização da família, todos perdoaram ele, inclusive a minha vó com aquele amor incondicional de mãe. Mas eu? Bom, não vou aceitar uma terceira vez. No mais, prefiro manter distância.
submitted by Greym4n055 to desabafos [link] [comments]


2020.11.26 02:20 j-yuki Sou professora e estou odiando os pais de alunos e o EAD

Eu dou aula para o 3° ano do Ensino Fundamental. Escola pública. Minha vida tá um lixo.
Eu amo dar aulas. De verdade. Sou apaixonada pela curiosidade das crianças e em poder ver o mundo um pouquinho pelos olhos delas. Mas desde Março/Abril minha vida está um lixo.
Minhas crianças são pequenas, a maioria pobre. Dos meus 30 alunos, apenas uma conseguiu um aparelho de celular dedicado pra ela estudar. Quanto ao restante, dependo infelizmente dos pais.
Mais da metade da minha turma não participar nunca das aulas online. O restante esporadicamente. Ontem, fora do meu horário de trabalho, abri uma aula às 20h, a pedido de alguns pais que não tem horário, e ninguém entrou.
Estou ficando louca com o tanto de cobrança de burocracia que a Escola e a Secretaria da Educação manda. Agem como se fosse minha culpa (ou dos demais colegas) a falta de participação e interesse das famílias.
As famílias me ignoram completamente. Mando mensagem diariamente com roteiro de estudos, vídeos, apostilas. Negligencio minha família constantemente, gasto meu dinheiro com crédito, equipamentos, cursos, tentativas diversas e nada.
Vai acabar o ano letivo. Mais de 50% da minha turma sem participação. Sem se alfabetizar. Sem ao menos conhecer o conteúdo. E no final, foi a professora que não ensinou.
Custa dedicar 30 minutos do seu dia pra sentar com sua criança, abrir um livro, assistir a um vídeo e tirar uma foto? Seu filho, que no meio de 30 participa, contribui, se anima, por 5 horas, na sua casa não te para um pouquinho?
A educação formal deles também é obrigação sua. O "micróbio do K%$#" também atrapalhou minha vida.
Eu também queria estar na escola. Principalmente pra não depender tanto de você.
Já falei que a minha vida tá um lixo?
submitted by j-yuki to desabafos [link] [comments]


2020.11.24 03:42 fernandpessoa Fui traído pela minha própria família

Já tive outras dores mais intensas. Nunca, nunca uma tão profunda.
Sou o único da família que cursou universidade, que passou em concurso. Estou longe de estar bem, não estou empregado na minha área, mas estou bem melhor que meus irmãos que se meteram a casar e a ter filhos cedo.
Ao contrário do que possa parecer, minha trajetória foi feita sem nenhuma ajuda da família. Minha mãe dizia que o maior sonho dela era que eu tocasse na igreja e não que eu estudasse. Meu pai ria de mim e me negava ajuda para pagar inscrições de concursos e vestibulares. Meus irmãos me achavam um otário.
Pois bem: passei, ascendi, eles não. Talvez eu não ganhe tão bem, mas vivo com qualidade de vida, pois escolhi ter tempo.
Os anos se passaram, as coisas acalmaram, meus pais mudaram muito e reconheceram alguns erros. Minha relação com meus irmãos tinha melhorado.
Até ver a cena que me destruiu...
Fui à casa da minha irmã e peguei ela falando mal de mim com o meu irmão.
Estou bem triste por causa de alguns relacionamentos, estou triste também por causa dessa crise econômica, desse país que nos fecha portas.
Eis que vejo meus irmãos que tanto amo rindo de mim. Comemorando minha tristeza, ambos felizes na mais mesquinha felicidade.
Meu irmão ria: "estudou e se fodeu, bem feito". Minha irmã comentava que minhas ex-namoradas arrumaram caras com mais grana que eu. Não ganho mal, dinheiro não é tudo. Mas eles se apegavam a isso pra me diminuir.
Falavam coisas bem vis, bem sórdidas.
Meus pais são velhos e com saúde frágil. A vontade que eu tive foi de sair lambendo os dois na porrada ali mesmo. Mas se eu fizesse isso a minha família acabaria. Seria ruim para meus sobrinhos, seria muito danoso pros meus pais.
Pelo comentário deles, parece que minha mãe também concorda com algumas coisas, pois eu critico o fanatismo religioso dela, e entre eu e a fé neopentecostal, certamente ela escolheria a fé. No final, acho que só tenho o negligente do meu pai feliz por vim.
Eu me afastei hoje. Vou cortar o máximo possível da relação com essa família tóxica. Espero aprender a viver sozinho.
Edit:
Muito obrigado pela ajuda de todos. Esse sub é um canal de ajuda público, um oásis na internet. Vocês são o reflexo de que há beleza na humanidade. Escrevo emocionado por tamanho afeto. Vocês são demais! Coloco-me humilde perante o aprendizado que vocês me deram. 🙏 ❤️
submitted by fernandpessoa to desabafos [link] [comments]


2020.11.22 21:40 AtlasB11 Não tenho mais amigos e aluguei uma namorada

Meu amigo de longa data me chutou em parte por problemas psicológicos dele e em parte defeitos meus. Não tenho nenhum outro amigo e desde pouco mais de seis meses atrás, comecei um acordo com uma garota que já conhecia. Essencialmente é um relacionamento sugar. Ela se esforça pra ser uma boa namorada e me agradar, eu ajudo ela com dinheiro. Apesar da situação, ela é uma garota maravilhosa em personalidade e valores e a melhor namorada que eu já tive, embora que a lista seja grande. Apesar disso, pelos problemas psicológicos e financeiros serem tão graves, ela é emocionalmente fechada e isso dificilmente vai mudar. Não tenho mais ninguém na minha vida, seja amigos ou outras garotas e comecei a ter medo de ter outras pessoas perto. Sei que posso confiar nessa garota, pois ela já provou ter morais incrivelmente sólidas, mas sinto uma desconfiança grande de todo mundo. Mesmo ela, por ser tão fechada, eventualmente deve ir embora, provavelmente mais cedo do que eu gostaria, pois a amo. Não sei se quero conselhos, não acho que dá pra consertar nada fazendo algo específico, mas eu literalmente não tenho ninguém pra desabafar disso
submitted by AtlasB11 to desabafos [link] [comments]


2020.11.22 07:24 vitulo Descobri um câncer grave aos 25 anos no meio da pandemia

Oi amigos,
Primeiramente queria dizer que sempre acompanho os desabafos de todo mundo por aqui e sinto que esse é um bom lugar pra se sentir bem com os seus problemas.
Eu tenho 25 anos, uma carreira muito bem sucedida (+20k mês), namoro e moro junto com minha namorada há 8 anos, tenho 2 cachorros que amo demais e tudo tava praticamente perfeito. Como qlqr um da nossa idade, nunca me preocupei com saúde e trabalhaviajacurtir eram as minhas prioridades.
Eu tinha uma pinta nas costas que cresceu de tamanho e no ano passado fui na dermatologista olhar, na época ela disse que era só estético e que meu plano não cobria o procedimento (claramente cobria, mas ela fez isso pra ganhar pelo procedimento) e que eu podia pagar ou manter assim. Decidi manter pois em momento algum me incomodava esteticamente, mas se eu soubesse o que ia rolar depois pagaria o dinheiro que fosse pra tirar...
Eis que na pandemia essa pinta virou uma pequena verruga, e ainda com aquele diagnóstico eu fui deixando passar. Até que em setembro eu procurei uma outra dermatologista que tirou a verruga e mandou pra biópsia. Num certo dia de setembro a dermatologista me liga por volta de 23hrs dizendo que eu teria que ir lá no primeiro horário, e aí a gente já começou a se preocupar.
Cheguei no consultório pela manhã e ela me disse o diagnóstico: melanoma metastático, o tipo mais grave de câncer de pele. Na hora o meu mundo caiu (eu acho que é uma sensação muito difícil de descrever, em poucos segundos toda a sua vida passa na sua cabeça e vc começa a se planejar pro pior) mas eu tentei me manter o mais estável possível até pra não preocupar minha namorada e os meus pais (que moram em outra cidade).
No mesmo dia fui no consultório do cirurgião oncologista e ele me descreveu a situação. Meu caso era relativamente grave e o câncer de pele é um dos mais traiçoeiros pq ele pode aparecer de diversas formas depois. Fiz todos os exames possíveis e imagináveis e por sorte o câncer não se espalhou pra nenhum outro órgão, mas p/ os linfonodos da axila. Ter o diagnóstico com 25 anos e sem nenhum outro caso na família ainda piora bastante a situação, pois é um tipo de câncer que geralmente acomete as pessoas mais velhas.
Fiz uma cirurgia depois de 2 semanas pra tirar o melanoma, abrir uma margem de segurança e tirar o linfonodo que tb tava acometido. Por sorte, tudo bancado pelo plano de saúde da empresa.
Em outubro, comecei a imunoterapia, um tratamento muito recente que ativa o sistema imunológico pra identificar e tratar possíveis metástases da doença. Por um lado, me sentia azarado por ter sido pego por essa doença, mas pelo outro me sentia muito muito feliz por ter acesso à um tratamento super caro (+50k mês) e por receber tanta energia positiva das pessoas que gostam de mim.
Agora em novembro tive que pausar o tratamento pq ele tá acabando com a minha tireoide, e pelos exames recentes tenho tb um hipertireoidismo pra tratar pelo resto da vida. Além disso, descobri uma nova pinta perto da cicatriz da cirurgia que apareceu muito rápido, com um aspecto muito parecido com melanoma. Fiz uma outra pequena cirurgia pra tirar ela e mandaram de novo pra biópsia, vou saber o resultado na semana que vem...
Comecei a terapia no mês passado, o que vem me ajudando mas não tanto pq é difícil desabafar com alguém que nunca passou por isso. Ao mesmo tempo procurei alguns grupos de apoio de pacientes com melanoma, mas tbm não me senti bem pq me parecia muito "mórbido".
Tô tentando levar a vida numa boa, vivendo um dia de cada vez e dando valor às pequenas coisas, e de verdade estou feliz com isso tudo. Sempre fui uma pessoa de fazer planos pro resto da vida, e ter qlqr pensamento de que minha vida vai acabar mais cedo do que eu imaginava não entra na minha cabeça.
Ao mesmo tempo, viver isso tudo numa pandemia, onde eu não posso estar perto dos meus amigos, da minha família e das pessoas que eu gosto é uma completa merda (e ainda tenho que tomar cuidado em dobro pq agora sou grupo de risco).
O câncer não me representa, eu não estou numa batalha contra ele onde vou "ganhar" ou "perder" como todo mundo costuma dizer, e eu não quero ninguém com dó de mim pq eu era "muito novo".
Eu espero poder voltar com um update daqui há 1 ano de que tudo deu certo. Nunca vou estar "curado", mas comemorando cada ano novo de vida.
Cuidem da sua pele, usem protetor solar e façam seus exames, pfvr.
Obrigado pelo espaço. :)
submitted by vitulo to desabafos [link] [comments]


2020.11.18 02:59 luwcas_S Estou num webnamoro e não sei se devo continuar

bem, eu comecei um webnamoro.
eu nunca esperei que eu faria algo assim, sempre rejeitei esse tipo de relacionamento, mas foi tanta coisa que eu acabei mudando de ideia kkjjk
vou me referir a minha namorada como "*"
tudo começou em junho, meu amigo me colocou num grupo do zap, e a * tava lá. eu conversava bastante no grupo até que um dia ela me chamou no pv e a gente começou a conversar.
cada dia as mensagens aumentavam e as conversas se tornavam mais frequentes, a gente começou a fazer call.
ela então depois de um tempo me pediu em namoro, só que eu recusei, já que não aprovava um relacionamento a distância. (eu moro no rj e ela em salvador)
só que ela continuou indo atrás de mim, ela não desistiu, e eu acabei me apaixonando por ela também kkkkkkj
então eu conversei com ela e a gente começou a namorar, e lá estava eu, num webnamoro.
a gente tá junto a praticamente 1 mês, só que agora tem uma coisa que não para de pertubar a minha mente.
eu amo ela demais, a gente confia muito um no outro, e eu até tenho boas chances de ver ela, acho que os meus pais apoiariam, tenho uma boa condição financeira e um dinheiro que eu juntei há uns 2 anos que daria pra bancar uma passagem até lá.
só que o meu cérebro tá bem dividido:
-um lado fala pra eu ir atrás, pq pode ser uma oportunidade que eu nunca mais posso ter.
-o outro lado fala pra eu não fazer isso, que eu não tenho maturidade e que isso vai dar errado e eu vou ficar destruído psicologicamente.
eu realmente não sei o que eu faço, mas eu sinto que eu tenho que decidir isso agora. eu amo muito ela mas tenho medo de isso dar errado e causar sofrimento em nós dois.
submitted by luwcas_S to desabafos [link] [comments]


2020.11.16 16:14 OnlyPeace_M 77 motivos para não cometer suicidio:

1- tomar banho de chuva outra vez
2- ouvir um eu te amo
3- poder dizer isso de volta
4- "roubar" comida do prato dos seus amigos
5- quase morrer de rir com as pessoas que você ama
6- viajar para conhecer outros ares
7- tomar banhos quentes
8- ver pessoas sorrindo
9- caminhar de pés descalços na grama fresca
10- sentir a ótima sensação de entender algo complexo que alguém falou
11- assistir um bom filme com amigos por ligação
12- ouvir a sua música favorita pela vigésima vez
13- conseguir dinheiro
14- achar fotos antigas
15- conhecer novas pessoas
16- comer sua comida preferida
17- plantar algo e ver crescendo
18- aprender um novo idioma
19- aprender a cozinhar melhor
20- tirar fotos engraçadas
21- cantar em um karaokê
22- brincar que nem criança em brinquedos infláveis
23- assistir um bom filme no cinema
24- brincar de acertar o alvo
25- ter piadas internas
26- ver raios
27- se apaixonar e ser correspondido
28- olhar pela janela numa viagem
29- sentir o cheiro do mar
30- se sujar no barro e depois mergulhar num lago
31- tocar um instrumento musical
32- nadar em dia de chuva
33- sentir a brisa em um dia quente
34- mudar o corte de cabelo
35 -encarar seus medos
36- ter a oportunidade de ver pessoas que ama melhorarem de vida
37- poder ajudar alguém que tanto precisa
38- olhar no relógio ao acordar e perceber que tem mais 5h de sono
39- dormir numa noite de chuva sem ter hora para acordar
40- ter pelo menos um animal de estimação
41- estralar o corpo
42- usar suas roupas favoritas
43- tirar nota máxima em algo
44- saber que sua vida tem um sentido muito maior
45- passar o dia sem fazer nada estressante
46- assistir boas séries e bons doramas
47- virar o travesseiro para o lado frio
48- acordar no dia de ir a um passeio
49- praticar seu esporte favorito
50- dar um abraço de urso
51- cantar em harmonia com seus amigos
52- assistir aos fogos queimando no ano novo
53- seu próximo aniversário
54- olhar as estrelas
55- andar de barco
56- ler os livros que você quer ler
57- mergulhar
58- conhecer novas culturas
59- sentir a sensação de alívio por ainda estar vivo
60- aproveitar o próximo natal
61- o simples fato de poder existir quando tantos já se foram
62- ver a si mesmo se recuperando
63- ser uma inspiração
64- ser uma melhor versão de si mesmo a cada dia
65- VOCÊ faz outras pessoas felizes
66- só existe um de você em todo o mundo
67- suas cicatrizes sararão
68- sempre existirá uma solução
69- existe Alguém que pode te ajudar
70- VOCÊ É IMPORTANTE
71- seus amigos
72- seus irmãos
73- seus pais
74- seus avós
75- você pode pedir ajuda, você não esta sozinho (a).
76- mesmo não te conhecendo, te quero vivo (a)
77- o seu mundo não será o mesmo sem você.
Suicidio não é e nunca vai ser a saída, vai ficar tudo bem.
Se precisar pode me chamar no PV para trocarmos uma ideia.
Adaptação feita por Dionatan Israel, da versão de Giovana Hernandes.
submitted by OnlyPeace_M to desabafos [link] [comments]


2020.11.14 23:13 apmscabia Só por hoje... mas dessa vez, eu venci a batalha!

Muita gente aqui deve acompanhar minha trajetória, minha luta contra o álcool. Tive outra conta que apaguei quando estava, digamos, querendo me apagar do mapa. Felizmente, somente a conta foi apagada.
Recaí se não me engano na quinta ou sexta feira. Minha percepção de tempo é completamente alterada pela bebida. Acordei bêbada, ainda bebi pela manhã mas resolvi que não quero - definitivamente - mais esse inferno e despejei a cachaça no ralo do box. O cheiro da 51 é tão ruim, tão forte que conforme a garrafa esvaziava eu me perguntava como suporto beber isso. Só pode ser desespero. E assim esvaiu até a última gota da substância que tira minha lucidez e me transforma numa pessoa suja. Alguém que não quero ser. Traz semelhanças que não gostaria de possuir.
Ainda estou sob efeito. Ainda estou de luto, com saudade da minha mãe, puta com o meu pai, de cara com o barulho dos carros de som. Ainda estou sem dinheiro. Ainda estou viva e com problemas como todo mundo. Mas o pior deles, o pior inimigo mandei pro saco hoje. Eu não quero mais esse inferno. Não quero mais ser esse inferno na vida das pessoas que eu amo. Mais por amor a elas do que a mim mesma, confesso.
Boca seca, enjoo, tontura, pele opaca e sem viço. Músicas de gosto mega questionáveis. Idéias desorganizadas. Não, hoje não, Satanás!
submitted by apmscabia to desabafos [link] [comments]


2020.11.13 22:38 flaviox123 Não consigo amar meu cachorro

Eu tenho hoje 28 anos e nunca tinha tido um cachorro na vida. Sempre reclamei com meu pai que nunca me deixou ter um cachorro na infância/adolescência, porém já tem um tempo que eu superei isso, logo sairei de casa para morar com minha namorada (logo mais noiva) e então vou poder ter um cachorro com ela se eu quiser e ela também.
Porém, como esse ano está bem complicado na vida, no trabalho e tudo mais, ele decidiram me dar um cachorro de aniversário, de surpresa. Meio ruim, pois eu sempre sonhei em ter um cachorro, um cachorro que eu escolheria e que eu me apaixonaria e eles fazendo essa surpresa, me privaram disso, mas tudo bem, pois o cachorrinho veio pra casa e eu amaria qualquer que ele fosse.
A questão é que ninguém em casa estava preparado para a responsabilidade do cachorro e eu com certeza não estou estável emocionalmente para isso. Eu entendo que foi um ato incrível dos meus pais em fazer essa surpresa, mas eu queria e precisava participar de uma decisão dessas, pois estou num momento que precisava descansar um pouco e o cachorro acabou por trazer mais discórdia em casa do que qualquer outra coisa.
Se fosse só isso, estaria tudo bem, daria pra resolver, porém o cachorro é um demônio, ele morde todo mundo o tempo inteiro e machuca de verdade. Nada que fazemos ajuda em nada. Já pensamos em levar num adestrador, mas é um dinheiro que não dá pra gastar agora, além dele ainda ser pequeno para isso e ainda precisa tomar as vacinas e talz.
Hoje foi a gota d'água para mim, ele estava deitado de boa e de repente começou a avançar em mim, para atacar e machucar mesmo e tive que colocar ele para fora e fechar a porta, viramos reféns dentro da nossa própria casa. Apenas para contexto, tratamos o cachorro super bem, ninguém maltrata ele nem nada, por isso não sabemos mais o que fazer e porque ele é assim.
Por fim, isso me deixa muito triste por diversos motivos: a vida já não estava boa, achei que ficaria melhor, ficou pior; eu amo cachorros e quis ter um a vida inteira, mas agora que tenho, não consigo amá-lo por causa dessa loucura dele atacar o tempo todo; a vontade de ter um cachorro ainda existe em mim, pois eu não pude me apaixonar por um cachorro, ele me foi "imposto"
É isso aí, tô muito triste mesmo e gostaria de conseguir resolver isso, mas não sei o que fazer. Obrigado para quem leu até aqui
Edit: ele tem 4 meses
submitted by flaviox123 to desabafos [link] [comments]


2020.11.13 21:03 gabriel0610 O desespero do desemprego

Eu sou biologo e estou a dois malditos anos tenta do arrumar um emprego na área anteontem eu comecei a falar com uma mulher que tinha uma vaga que eu me encaixava, ontem eu saí de são Paulo de onibus rumo ao mato grosso, hj com 24 horas na estrada e mais algumas faltando a mulher me manda mensagem falando que o trabalho foi suspenso e que eu vou ter que voltar. Mano como eles fazem isso sabe, eu me prontifiquei a crizar a porra do estado pra ir e ela vira pra mim e fala q simplesmente não vai acontecer!! Eu devo ser mto hotario mesmo né pra acreditar que ia ser contratado, fico pensando que deveria ter feito mkt ou adm, eu ia odiar a minha vida tbm, mas pelo menos ia ter dinheiro pra me sustentar. Eu ueria não ser uma decepção, poder mostrar meu valor e poder pagar uma pizza pra a mulher q eu amo. Ou só não estar vivo passando por essas merdas
submitted by gabriel0610 to desabafos [link] [comments]


2020.11.09 03:10 vinicius_gp1 Sou advogado, mas na verdade queria mudar de vida e ser streamer. E nao sei como começar. Preciso de dicas/conselhos/orientações

Talvez você possa achar pelo título que isso é um regresso, mas pra mim não é.
Me formei em direito numa faculdade federal, consegui estágio em um escritório de renome nacional e estou trabalhando lá até hoje como advogado. Ganho relativamente bem pro trabalho que faço. Não preciso ir em audiências, trabalho na maioria das vezes sem atendimento público e com um bom suporte do escritório. Mas não deixa de ser um trabalho extenuante, das 8h da manhã até 18h, 19h as vezes até 21h da noite. Ganho uma média de 2.7k por mês, fixo. Consigo comprar algumas coisas pra mim, mas ajudo muito os meus pais, então quase não dá pra guardar.
Entretanto, me sinto sobrecarregado. Trabalho por trabalhar e não sinto realização pessoal no meu trabalho. Tô mais ali por causa da grana, do ambiente de trabalho que é muito bom, mas também porque dificilmente vou conseguir algum emprego na área que pague o que eu ganho com o trabalho que eu faço, sem precisar ir pra audiências, etc. E claro, pra poder comprar os jogos que eu gosto.
Mas, especificamente, sei que não posso abrir mão do meu trabalho por causa dos meus pais.
Apesar de ter uma salário bom, não sou rico e não tenho luxos. Moro em um apartamento pequeno com meus pais (que são autônomos) e gasto meu dinheirinho os ajudando, seja com comida, dinheiro ou ajuda financeira. Eles lutaram muito por mim, pela minha educação e os amo demais. Os ajudo sem medir esforços porque eu quero, porque eu posso ajudar. Faço o meu melhor pra retribuir da maneira que eu posso para que nós todos possamos viver uma vida decente e sem mordomia, mas como o mínimo de conforto.
E eu amo videogames. De paixão. Desde a infância. A ideia de alguém ganhar dinheiro jogando videogames na Twitch/Youtube é algo que me deixa impressionado e me fascina. É um sonho de criança, eu diria. É ganhar dinheiro fazendo o que ama, mesmo que não seja muito. É minha válvula de escape, chegar em casa, jogar os jogos que eu compro com meu suado dinheirinho e esquecer das dificuldades da vida por alguns momentos. A ideia de poder ajudar aqui em casa fazendo streams seria um sonho, mas que é meio fora da minha realidade.
Sempre pensei em tentar começar algo do tipo, assim do nada, mas confesso que sou bastante perdido no assunto. Não sei nem por onde começar. Tenho PS4 fat e tô juntando uma grana pra comprar um ps5. Nunca tive PC gamer porque nunca tive condições de montar um Pc decente considerando o preço do dólar e o valor pra montar um, mas já tenho uns 3k de grana + um cartão de crédito decente pra tentar começar algo.
Entretanto, apesar de me considerar comunicativo, brincalhão e zuero, não consigo me imaginar me expondo numa webcam ou em redes sociais. Tenho problemas com minha auto estima, minha imagem e apesar de não me achar feio, tenho medo de como a minha exposição (no caso, se eu começar um canal, ou algo tipo) pode afetar meu psicológico, já que a exposição é necessária para engajamento de seguidores, visualizações, etc, e assim obter algum eventual retorno do stream, nem que seja pouco. E principalmente porque eu tenho medo de fazer alguma besteira na frente das câmeras e estragar com tudo. De qualquer forma, é algo que eu estou disposto a vencer pra tentar ser streamer.
Mas além da questão financeira e da exposição, tem a questão de como meus pais lidariam com isso. Eu sei que eles seriam compreensíveis e no final entenderiam, mas eles são old school e acostumados a ideia de ter estabilidade financeira em um emprego fixo, especialmente a ideia de ser servidor público.
No fim, só quero que saibam que não quero dar um passo maior que a perna. Não tenho intenções megalomaníacas de virar um streameinfluenciador digital da área dos games de uma hora pra outra, nem sou ingênuo a ponto de pensar que a partir do momento em que eu começar um canal na Twitch/Youtube vou ganhar dinheiro imediatamente. Um passo de cada vez, com maturidade, trabalho e paciência, que eu sei que pode levar várias anos pra ter um possível retorno ou não ter retorno financeiro nenhum, mas com consciência de que estou fazendo algo que eu amo.
Tenho plena consciência de que não vou mudar minha vida de uma hora pra outra, mas sei que esse seria o primeiro passo pra ser plenamente feliz praticando a minha paixão. E é aí que eu preciso de ajuda.
Eu quero simplesmente começar, nem que seja pra 1,2,3,4,5 pessoas me acompanharem. Um ponto de partida pra iniciar um sonho de tentar ganhar uma graninha (ou não, o retorno financeiro é o de menos) com aquilo que eu amo de paixão, que é jogar. Quero trabalhar e me esforçar pra tentar sair dessa vida nem que seja pra ganhar bem menos (ou nada), mas pra que eu seja feliz criando conteúdo que eu amo, de forma humilde, com os pés no chão, aprendendo com meus erros e ouvindo quem queira me ajudar.
Eu sei que talvez eu esteja no local errado pra isso, mas eu queria dicas, conselhos, orientações. Seja você streamer ou não. O que eu preciso? Quais seriam suas dicas iniciais? Quais equipamentos iniciais eu preciso? Formas de criação de conteúdo, o que for. Me ajudem por favor a ter início a uma nova história nessa área pra que eu em um futuro distante (quem sabe?) possa tentar conseguir ter o luxo de transformar um hobby em um meio de subsistência.
Mesmo se não puder dar dicas, agradeço pra quem leu tudo :)
submitted by vinicius_gp1 to desabafos [link] [comments]


2020.11.08 06:49 sad__cloud Uma vida amorosa e sexual bem triste. E um rapaz que me dá atenção.

*ATUALIZADO
*conta descartável
**Texto longo porém separado por parágrafos e bem escrito <3
***Talvez eu devesse postar isso no DeadBedrooms mas não me sinto com emocional para traduzir tudo para o inglês.
****Edits: concordância, erros gramaticais
*****Tudo que foi feito fora de casa foi com máscara e muito álcool em gel!
Namoro faz quatro anos. Cursamos o mesmo curso, mesma faculdade, mesma turma, mesmos colegas de sala. Ele é três anos mais novo que eu (tenho 25).
Meu namorado tem muitos defeitos. Muitos mesmo. Mas muitas qualidades também, que eu admiro e simplesmente amo. Colocando na balança, essas qualidades pareciam compensar os defeitos e decidi tolerá-los. Mas sabe quando esses defeitos aparecem com tamanha frequência e com tamanha intensidade que as qualidades simplesmente desaparecem? Então.
Moramos juntos, um cantinho alugado. Ele pediu demissão do estágio por odiar o serviço (e agora decidiu que odeia o curso também) e como recebe mesada dos pais, fica tranquilo. Eu ralo no estágio e pra dar aquela complementada na renda, comecei a vender bolos no meu bairro.
Meu namorado sempre reclamou do curso. A ponto de chorar de desespero de madrugada. Como fazemos trabalhos juntos, sempre tenho que dividir meu tempo entre fazer de fato o trabalho e consolá-lo (e nesse momento ele para a produção dele totalmente e no final eu sempre termino o meu para ajudá-lo). É o tipo de situação que nenhum conselho está bom. Nada que eu diga ajuda. Ele já me acusou de dar mais atenção aos trabalhos do que para ele. Esse ano, após uma briga colossal, ele resolveu procurar ajuda psicológica.
Sobre sexo, ele não existe mais, atualmente. E quando existe é com uma qualidade tão ruim (pra mim)... Como tirei a virgindade dele, achei que com o tempo e com a minha ajuda, ele melhoraria. Nunca melhorou. E se comento sobre algo que não me deixa feliz, ele diz que faz de tudo para me agradar e não sabe mais o que fazer pq eu sou muito difícil e fica bastante nervoso. Então desanimei de comentar qualquer coisa. Finjo que atingi o orgasmo só para ele gozar logo e terminar tudo. Quando eu o procuro na intenção de eu iniciar o ato e aí quem sabe controlar um pouco mais a situação ao meu favor, ele faz birra. Não vai continuar se eu não fizer tudo.
Faz uns seis meses que notei que ele estava me procurando bem menos e tentei criar uma situação para transarmos. Calhou de ele me falar que não sentia vontade de transar por estar se masturbando demais. Conversei sobre como uma vida sexual é importante para um casal e que seria bacana ele diminuir a frequência que ele assiste pornô (e ele assiste com muita frequência).
Eis que ele abre o celular e mostra que ele tá usando algumas fotos de usuárias do Reddit como material para masturbação. Nem cheguei a ver de que sub era pq meus olhos encheram de lágrimas muito rápido. Dei uma desculpa qualquer e fui chorar no banheiro, coisa que eu não faço desde a sexta série. Eu não sei dizer exatamente a diferença entre o pornô e uma foto, mas eu me senti humilhada como poucas vezes na minha vida.
Tenho uma amiga muito querida que, lá por março, de aniversário, me deu um vestido que eu queria muito (e que era bem caro. Meu namorado me deu uma noite frustrante de sexo). É um vestido azul que faz eu me sentir uma princesa. Como em agosto foi aniversário dela, fiz um bolo surpresa e fui entregar para ela a pé. Ela mora em um conjunto de prédios a quinze minutos (a pé) do meu cantinho. Lá fui eu, meu vestido azul e a cesta que eu uso para levar os bolos por aí. Ela tirou uma foto minha e divulgou no grupo do prédio. Viralizei!
Eu nunca vi TANTA encomenda e TANTO dinheiro aparecendo na minha frente. Chamei meu namorado para me ajudar a dar conta de tudo, prometi ensinar ele a fazer com a maior paciência.
Ele negou. E reclamou que meu cabelo andava muito feio. Meu cabelo é cacheado e eu o pinto de ruivo, então ele anda realmente um pouco judiado. Pra variar, me senti muito triste. Jurei que daria conta de todas as encomendas e com o dinheiro que sobrasse eu daria um trato no cabelo.
Dei conta? Dei. Virei noites? Sim. Gastei 1/8 do que ganhei comprando produtos de cabelo. Essas coisas são caras mas fiz minhas contas e considerei que seria uma compra prudente e que não nos afetaria economicamente no futuro. Em duas semanas eu estava amando o resultado. Me sentia mais bonita e preparei um jantar e comprei um vinho, decidida a mudar a nossa vida sexual.
Meu namorado comeu tudo correndo pois tinha um RPG marcado com não sei quem. A garrafa de vinho nem deu tempo de abrir.
Sabe o seu valor? Naquela hora eu sentia que tava valendo menos que a poeira do tapete da sala. Valendo menos que as meninas desconhecidas do Reddit.
Mas as encomendas de bolo no prédio da minha amiga continuavam. E como fiquei famosa com o vestido azul, fiz dele meu uniforme já que ia uma vez por semana lá entregar e todo mundo passou a me reconhecer com ele.
Um dia recebi um pedido de bolo de cenoura com chocolate de um apartamento Y que nunca tinha ido. Fiz tudo, como de praxe e no dia da entrega, quem me atendeu foi um rapaz com um sorriso tão imenso que eu cheguei a ficar sem graça. Quem encomendou de fato foi a avó dele, e da porta mesmo ele chamou dizendo "Vó, a moça gracinha veio trazer o seu bolo!"
Eu não sei dizer a quanto tempo não recebo um elogio. Mas o gracinha foi o suficiente pra eu me atrapalhar toda na hora de entregar o bolo. Quase saí correndo de nervoso. Atendi a vizinha do andar de cima e ela tinha perguntado se eu havia entregado no apartamento Y, pois a senhora que morava ali era amiga dela. Respondi que quem atendeu foi o neto e ela rasgou elogios, que ele era um doce de pessoa e que havia ajudado ela a instalar algumas lâmpadas na semana passada.
De setembro para cá eu entreguei bolo todas as semanas no apartamento Y. E o tal do neto, que é meses mais velho que eu, sempre estava lá para me receber. Já me convidaram para tomar um cafézinho (aceitei) e para o almoço (recusei). Semana passada, fui convidada novamente para o almoço, dessa vez pelo neto. Em um horário que a avó dele não estava em casa (não faço ideia de onde ela poderia estar nessa pandemia). Confesso que recusei para não cair em tentação.
Ontem tentei novamente uma surpresa para quem sabe transar com o meu namorado. Não deu certo. E dessa vez o porque foi que eu estou sempre ocupada e nunca dou atenção para ele. Discutimos e eu chorei, nunca me senti tão sozinha mesmo estando em uma relação. Fui dormir e ele foi jogar.
Hoje fiz mais uma entrega no apartamento Y. O neto estava fazendo faxina na casa, mas me recebeu. Quando pedi para ele segurar a cesta para que eu retirasse o bolo, ele se aproximou e colocou o nariz no meu cabelo, dizendo baixinho que eu era muito cheirosa. Eu agradeci e ele sugeriu de irmos tomar um café (em um café de fato), assim que acabasse a pandemia e que ele conhecia um ótimo lugar. Eu não aceitei e nem neguei (famoso "vamos ver hahaha"), mas voltei para casa muito abalada.
A verdade é que não vejo mais futuro para o meu relacionamento e estou exausta de me sentir sozinha dentro de um. Cansada de ser a única a tentar. Se eu tivesse uma relação sexual com o meu namorado eu não sei nem como reagiria, pois essa chateação toda me fez perder toda e qualquer atração que já tive por ele. As vezes acho que tento para no final de tudo pensar "pelo menos eu tentei".
Meu namorado foi rejeitado anteriormente por uma garota que ele amava e isso o deixou um ano de cama. Meus sogros me tratam muito bem e quase me endeusam, e as vezes acho que é por isso que ainda não tomei uma atitude. Gosto muito dos meus sogros, não quero chateá-los. Tenho medo que meu namorado fique de cama por minha causa também. Estamos tão próximos de concluir o curso que não quero me sentir responsável se ele jogar tudo para o alto caso eu termine. Não quero, caso o curso volte presencialmente, ter que encontrá-lo todo dia e ainda bagunçar nosso círculo de amizades em comum.
Por outro lado, eu me sinto tão ansiosa, tão pedinte por contato. Queria um abraço. Um beijo. Um carinho que faz arrepio. Uma noite de sexo. O cara do apartamento Y parece um sonho e pelo que sondei do condomínio, ele é tranquilo, faz as tarefas domésticas pela avó, concluiu o curso, trabalha (agora em home office) e já comentaram que ele é caidinho por mim. Sempre que faço uma entrega e ele está sozinho é um deus-me-acuda, quase um teste de fidelidade. Cada mensagem no whats pedindo uma encomenda ou perguntando que horas farei a entrega faz o meu coração bater rápido.
Me sinto errada por querer outro cara, de querer tentar uma possibilidade que pode dar muito certo. Sei que possivelmente a carência tá me fazendo fantasiar muito a situação toda, mas não consigo evitar. Não quero trair meu namorado mas não sei por quanto tempo mais aguento esse deserto de relacionamento.
Conselhos?
ATUALIZAÇÃO: Sentei essa noite e coloquei as cartas na mesa. Falei sobre como eu me sentia só, sobre ele sempre me trocar por qualquer coisa (pornografia, jogos, amigos) e que eu não vejo outra solução a não ser encerrar nossa relação.
Ele ficou mais chocado do que eu achei que ficaria e disse que nosso relacionamento não parecia ter nada de errado. Pontuei vários casos (os citados aqui no texto e outros) e ele ficou na defensiva, negando tudo ou dizendo que "não era isso". Perdi a cabeça e comecei a falar que qualquer cara que me olha na rua me dá mais atenção em um olhar do que o que ele anda me dando dentro do relacionamento.
Ele abaixou a cabeça e ficou quieto e sei que é nessas horas que eu fraquejo e volto atrás em tudo que disse. Ele me perguntou se ele nunca me fez feliz e eu disse que não era o caso. Ele prometeu mudar, mas quando nos reconciliamos várias vezes de várias outras discussões ele sempre me prometia a mesma coisa, então eu disse que não conseguia mais acreditar e nem ter mais vontade de tentar.
Ele pegou algumas coisas e chamou um Uber. Por mensagem só disse que ia para os pais dele e que não me responderia por um tempo. Ok, entendo, sem problemas.
Faz quase duas horas que minha sogra me mandou mensagem dizendo que ele chegou lá muito abatido e perguntando o que aconteceu. Eu não respondi e pra ser sincera, nem quero papo. Ainda me sinto muito responsável por ele estar mal agora, mas ele tem que aprender a lidar com isso. E eu também tenho que aprender.
Obrigada pelas mensagens carinhosas e pelo apoio de todos.
submitted by sad__cloud to desabafos [link] [comments]


2020.11.08 05:43 jogaforarapido Existe alguma coisa que ligue ideologias incels (?) a caras CASADOS e "de família"??

Então, sei que rola muito essa discussão de violência contra a mulher e que a eleição de bolsoanaro claramente impactou muito o crescimento de casos e deu carta branca pra "pai de família" branco hetero casado cristão ser uim grandessíssimo escroto entre as 4 paredes de casa.
O que tá me deixando MUITO intrigado ultimamente é: que porra tá rolando com o que esses caras andam falando por aí? Minha mãe sofre violência doméstica (em suma psicológica, patrimonial, financeira etc) e a mãe de uma amiga também, esses dois caras não são amigos e não convivem no mesmo espaço mas fazem e falam EXATAMENTE A MESMA COISA. Eles abusam de álcool algumas vezes, e sempre repetem as mesmas falas: ameaça de morte (mais especificamente tiro na cabeça), chantagem emocional no sentido de "te amo, amo a família, quero lutar por isso", chamar a mulher de sapatona (?), ficar um ciclo sendo "perfeito" e surtar em alguns dias por algo pífio, fazer muita questão de dinheiro, acusar a parceira de roubo, falar muito/mandar recadinho pelo whatsapp, dentre outras coisas.
Sei que isso envolve machismo, obviamente, alguns indícios de transtornos mentais e relacionamento abusivo mas eu tô simplesmente chocado e assustado em como isso tá acontecendo da mesma forma, como eles se comportam do mesmo jeito e como parece que isso tá acontecendo com um monte de mulher à minha volta, bastando reparar um pouco.
Mais alguém tá passando por algo parecido?? Esses caras se comunicam entre si ativamente sobre isso? Tô imerso nessa situação, sem ter muito o que fazer e com medo de que esses caras "trabalhem" juntos, sabe.
Ia postar no brasil mas precisa de karma e 5 dias de conta etc
submitted by jogaforarapido to desabafos [link] [comments]


2020.11.07 17:48 idc_call_me_Lee A minha mãe é horrível

Ok, eu sei oq vc tá pensando. "Aah mais uma menininha falando mal da mãe pq n entende de nada, no futuro ela vai entender e agradecer aos pais por terem criado ela desse jeito" mas esse não e o caso, só lê de mente aberta por favor
Ok então, eu sou bi, me descobri quando eu tinha uns nove anos e tava gostando de uma amiga. Foi um inferno! Pq a minha família inteira é evangélica, e é um saco. Eu chorava mt e pedia mt a deus pra ele tirar esse ngc de mim. Foi horrível. Por conta disso eu tive depressão, e foi diagnosticada não tô inventando n. Foi mt ruim, mas msm assim a minha mãe n sabia de nada, eu ia na psicóloga e tal mas a gnt só trabalhava a ansiedade, que no caso eu tinha por causa disso. Eu tive q parar de ir por causa q tava ficando caro de mais, eu convenci td mundo de q eu tava bem e q podia parar, o q era mentira. Uns meses atrás eu tava mt mal, mt msm, e eu fiz um ngc no meu ombro q não vai sair tão cedo. Aquele foi o pior dia da minha vida, ainda bem q eu tive minhas amigas pra conversar pelo whats. Dois dias depois eu n tava aguentando mais, eu tinha q falar com a minha mãe. E eu fui, eu tava tendo umq crise de ansiedade e chorando mt, eu resolvi falar do início, a razão de td isso. Eu falei pra ela q tava gostando de uma menina, eu mal conseguia formar palavras pq eu tava chorando muito, e a minha mãe riu da minha cara e disse q eu era mt nova pra saber. Ela ficou falando sobre a mídia influenciadora e o diabo e tal por uns vinte minutos até q ela me abraçou e falou "ah, e vc não é bi não tá" e deu risada. Eu ri tmb pra disfarçar. Mas eu entrei no meu quarto dps e chorei mt. Naquela noite a minha mãe entrou no meu quarto e orou pra deus tirar oq quer q tivesse no meu coração. Aquilo n me fez me sentir melhor. Me fez sentir igual merda. Nas próximas semanas ela ficou me perguntando qual era a menina q eu gostava e me pressionando pra falar, até q eu disse "eu n vou te falar quem é mãe, e vc vai ter q respeitar isso". Ela só ficou ofendida e saiu. Ela orava cmg o tempo todo pra tirar essa coisa de mim, eu nunca orava junto claro, pq eu já me aceito, mas ela tava regredindo isso tudo e só me fazendo ficar pior. Eu nunca estive pior. Tá difícil e ela não me entende. Desde q eu percebi quem eu era, eu tmb percebi q a vida nessa cidade n é pra mim. A cidade é mt pequena e preconceituosa, tem 11.000 habitantes e eu só quero dar o fora daq o mais rápido possível, eu n aguento mais esse lugar. Eu quero me mudar, ir pra algum lugar, qqr lugar, o mais longe melhor, talvez eu seja feliz nesse lugar. Eu quero Mr ir pro Canadá, eu sei q pode ser um sonho impossível mas eu tô guardando dinheiro há um tempão e talvez algum dia eu consiga, qm sabe.
Eu amo muito a minha mãe, porém eu amo mais a mim mesma, e eu quero fazer o possível para ser o mais feliz que eu possa, em algum lugar onde eu possa ter um namorado, uma namorada, ou ser solteiraça e muito bem de vida.
submitted by idc_call_me_Lee to desabafos [link] [comments]


2020.11.05 03:45 Fiorajj PRECISAMOS SALVAR O GENSHIN! (DESABAFO) LEIA ATÉ O FIM!!!

Olá, você provavelmente não me conhece, nunca usei o reddit, costumo usar bastante a Twitch. Meu jogo principal é o League of Legends, sou Mestre lá, jogo há 8 anos. Como muitos que vieram para o Genshin de lá ou de outros jogos, estava em busca de paz. Precisava de um jogo que eu conseguisse sair desse ambiente hostil e competitivo que domina os jogos atualmente, causando estresse e ódio. Eu queria diversão, fazer amizades, fazer parte de uma comunidade, poder conversar sobre o jogo e descobrir coisas novas, explorar um mundo novo. Eu estava passando por um momento difícil, que não enxergava mais motivo pra existir, com toda essa situação com a pandemia e problemas pessoais, eu implorava por algo que me fizesse querer acordar e sair da cama. Pois então chegou o Genshin na minha vida. Como eu poderia descrever esse jogo? Usam muitas palavras por aí, concordo com algumas, Obra de Arte? Incrível? Cativante? sim, o jogo é tudo isso, mas é muito mais, esse jogo veio pra provar uma coisa, e eu vou falar mais pra frente. Vamos então focar no assunto principal que veio me fazer escrever esse texto como forma de desabafo, pois não aguentava mais esse sentimento dentro de mim.
GENSHIN IMPACT ESTÁ REALMENTE BOM?
Vamos lá, todos nós temos que concordar que a proposta do jogo é incrível, a história é cativante, o mundo é super legal, as mecânicas são extremamente interessantes, os baús, os mobs, os boss, o mundo em si, o sistema de elementos, tudo isso nos faz querer jogar por horas e horas todos os dias desde que o jogo lançou, e estamos viciados, eu inclusive teve um dia que joguei 25 horas seguidas. Viciados a ponto de querer gastar nesse jogo, que a princípio é free, afinal ninguém é obrigado a botar dinheiro, certo? então... aqui temos um ponto. Pra quem está jogando Genshin, sabe que passando do Rank de Aventura (AR) 30+, o jogo se torna meio repetitivo e frustrante. Pois nós queremos logar e jogar por horas e horas, evoluir nossos equipamentos, personagens, queremos explorar o mundo e ter desafios, nos juntar com nossos amigos e fazer o que quisermos. Aí que está o problema. Depois do fim das quests, do fim dos baús do mapa, e do uso da resina diária, NÃO TEM ABSOLUTAMENTE NADA PRA FAZER. Vamos falar de números, pra quem acha que o jogo é justo? Vamos.
XP. Fiz um cálculo bem simples de quanto de XP precisa pra upar um nível de um personagem 70+.
XP Necessário do nível 70 ao 71 = 138175. Se você não tiver resina pra upar, você vai ter que matar mobs/boss no mapa. Cada boss/mob em média dá 35 de XP. 138175 dividido por 35 = 3.974... Supondo que o tempo entre teleportar, caminhar e matar cada mob em média demore em torno de 15 segundos. são 4 mobs por minuto. Ou seja, 35x4=140 de XP p/minuto. Se você jogar 10 horas no dia, serão 140x60=8400x10=84000. Não dá um nível no dia INTEIRO, sendo que tem o tempo de respawn, daria quase um mês pra upar UM NÍVEL.
Os baús. As recompensas são pequenas por achar um baú, tudo bem, o mapa é grande, tem vários... Mas e quando você acha todos, acabou? Pois é, não sabemos ao certo o respawn certo dos baús, não sabemos qual vai nascer, onde, com qual recompensa, então basicamente teríamos que ficar horas e horas por dia todos os dias do mês pra achar em média 15/30 baús contando que você já tenho achado a maioria. Então pra achar baús, basicamente não temos incentivo.
Artefatos. O jogo nos dá bastante artefatos, se você ficar horas e horas por dia matando boss, fazendo domínios, fazendo as rotas, etc. Com muita sorte você consegue artefatos bons, mas e se você quiser upar eles? Pois é... precisa de XP e MORA. Ou seja, você com muita sorte gastando muito tempo, esforço e resina, consegue um artefato bom, mesmo sem ter a chance de testar ou trocar se necessário, você sem conhecimento vasto do jogo começa a upar seu artefato. Pronto, você tem um personagem com artefatos medianos/bons. E agora? é, não tem mais mora. Se você quiser trocar de build ou upar mais personagens, vai precisar de uma quantidade COMPLETAMENTE ABSURDA de recursos, que o jogo NÃO TE PERMITE PEGAR. Então você fica preso com o mesmo personagem, com a mesma build, sem baús, sem resina, sem conteúdo no jogo pra fazer.
Resina. Gente, se você é f2p ou um cara que gasta o básico no jogo, NÃO É POSSÍVEL que você defenda o sistema de resinas atual. Não consigo acreditar que em sã conciência alguém ache normal você logar no jogo, jogar 30 minutos pra fazer 2 bosses semanais pra não ganhar absolutamente nada, ficar sem resina. Ou vamos lá, você precisa de mora ou XP, ou artefatos, você faz 5 ou 6 domínios que demoram no máximo do máximo 1 hora... e agora? ''ah eu tenho a benção, eu dou refill de resina.'' Pois então, mais uma hora de conteúdo, e agora?...
Gacha. Chegamos num ponto crucial aqui. Se você como eu nunca jogou um gacha, deve estar se acostumando com alguns fatos, vamos a eles:
- Um gacha não é feito pra você ter tudo.
- Você precisa saber administrar seus recursos.
- Se você quer, pague. Quer mais? pague mais.
Não estou aqui pra atacar o sistema de gacha, acho que o sistema de monetização do jogo é livre pra ser escolhido pelos desenvolvedores, não acho errado uma empresa querer lucrar.
Mas gente, não é possível, parem de jogar que nem uns cracudos e colocar dinheiro no jogo sem propósito pra receber migalhas, parem 5 minutos pra pensar aqui comigo e reflitam.
Você precisa de 80 tiros pra pegar um item 5 estrelas no banner. São mais de 500 reais na moeda do nosso país, é metade de um salário mínimo. Pare e pense, São poucas as pessoas que tem condições de ter um Celular bom, ou um Computador decente que rode Genshin, e dessas poucas pessoas, existem alguns mais privilegiados ainda, que gastam uma fortuna no jogo. Que imagem você acha que as empresas vão ter se, bom, um jogo bombou no nosso país, e as pessoas gastam um monte de dinheiro com preços abusivos, pq baixar? Essa discussão dos preços veio antes dessa mudança dos preços nos jogos em geral, que aumentou no Genshin também. Muita gente reclama da falta de conteúdo no jogo, mesmo quem quer gastar no jogo, mesmo até quem não reclama e gasta, não consegue atingir nada de mais. Eu não sou de família rica. Tenho uma condição baixa/média. Poderia colocar uma quantia baixa mensal num jogo, 20 reais, 30, 50... eu coloquei a benção por exemplo quando tava 18,90. Mas cara, você ter que gastar uma fortuna pra ter um personagem que você não vai conseguir nem upar direito, e mesmo que upe, não vai conseguir fazer nada no jogo, pois o jogo te prende, não deixa você evoluir. Se tivesse pacotes com preços acessíveis, se o jogo tivesse respawns nos bosses e nos baús de forma mais organizada, como por exemplo tivesse uma recompensa de 10 resinas se você conseguisse matar um boss sem perder vida, sei lá cara... pisos rotativos no abismo com recompensas variadas... rankings semanais... Respawns de baús mais organizados, que você pudesse ser mais recompensado por ficar horas procurando baús ou bosses no mapa, explorando, afinal essa é a graça do jogo. Imagina que louco, assim seria justo, quem joga mais, ganha mais recurso, e o jogo não fica desparelho, afinal quem joga 1 hora ou 2 horas por dia, que trabalha e tal, esse cara já tá satisfeito, ele não vai gastar dinheiro no jogo. Quem quer evoluir e gastar somos nós, que passamos 10, 15 horas por dia, e ainda queremos ficar mais. Eu fico no banho pensando em estratégias de farm ou pro abismo, builds, comps,me organizando, mas chega no jogo não posso por nada em prática, pq não tem resina. Aí vem o pessoal falar: "Ah mas o jogo não tem culpa que você rushou igual um cracudo, agora não tem conteúdo e fica reclamando." Esse argumento é falho. Eu jogo online desde 2006, jogo vídeo games desde minha infância, e eu NUNCA VI UM JOGO INCENTIVAR VOCÊ A DESLOGAR. Cara isso é totalmente inacreditável. Você loga num jogo por exemplo, o lol. Joga lá 30 minutos uma ranqueada, se estressa fica puto e quer sair do jogo. Você chega no Genshin, joga 10 horas sem o jogo te incentivar, e ainda quer ficar mais tempo. MAS CARA, ME ESCUTA, O JOGO NÃO DEIXA. O JOGO NÃO ME DEIXA JOGAR. EU QUERO JOGAR GENSHIN. EU AMO ESSE JOGO. ME ESCUTA, EU AMO ESSE JOGO, EU ADORO OS CRIADORES DE CONTEÚDO, ADORO A COMUNIDADE, ESSE JOGO ME FAZ FELIZ. MAS ELE NÃO ME DEIXA JOGAR. Não tenho o que fazer no jogo. Eu mostrei os argumentos, mostrei os números, e você ainda quer negar?
Enfim. Eu escrevi tudo isso pois amo esse jogo e quero a melhora, eu quero que a gente pare de aceitar as coisas, e tentemos mudá-las. Não sou a favor de boicote, ou de ficar baixando a nota do jogo na apple store ou coisa do tipo. Mas eu peço, por favor, se você gosta de jogar Genshin, vamos nos unir, vamos ajudar a construir um jogo decente, que agrade o jogador casual que loga 30 minutos por dia, e o cara que quer jogar 10 horas por dia e ter resina pra conseguir seus artefatos e upar seus personagens. Vamos buscar preços justos. Nós podemos. É possível. Não aceite injustiças. Se você não concorda com as reclamações, tudo bem, só não fique contra. Não atrapalhe quem quer melhorias. Mas se você aí que leu até o final, quer um jogo justo, um jogo que você possa destrutar de horas de gameplay sem ter que participar desses eventos ridículos, ter que fazer conquistas pra ganhar 5 gemas, ficar 5 horas procurando baú pra ganhar 2 gemas e um artefato 1 estrela. Você que quer essas melhorias, ESPALHE A PALAVRA. Espalhe esse post, fale sobre isso no feedback do jogo, fale com seus amigos, com sua comunidade, com seu criador de conteúdo favorito. Esse é meu desabafo. Espero que tenha tocado alguém, que alguém tenha se identificado. Espero também não ter ofendido ninguém. Só quero jogar Genshin e não receber migalhas por isso. Fiquem bem, paz, saúde e até mais!
OBS: Não parei ainda de jogar, mas se não houver mudanças irei, como muitos já estão parando, não pq o jogo é ruim, mas pq nos incentiva a isso.
submitted by Fiorajj to GenshinImpactBR [link] [comments]


2020.11.04 19:52 kastikas me sinto só e cansado

descobri q esse reddit era perfeito pra mim q queria tirar isso do peito a mt tempo, mas enfim. Ultimamente eu sinto uma solidão imensa, todas as pessoas q eu ja confiei ou era pra confiar na minha vida me abandonaram ou me fuderam, meu pai abandonou eu e minha mãe quando eu tinha menos de 1 ano, dps com uns 4 anos minha mãe se casou com um outro cara q eu considerava meu pai, mas aos 15 anos ele entrou no mundo das drogas, agrediu bastante a gente e nós fugimos de casa, passei uns anos na casa da minha vó, então quando voltamos para minha cidade natal morar com a minha mãe, talvez devido ao que ela passou ela abusava e humilhava eu e meu irmão com bastante frequência. Acho que foi aí onde eu comecei a sentir essa solidão, comecei a usar o tinder pra tentar achar alguém q pudesse me fazer qualquer tipo de companhia, comecei até mesmo ficar com homens mesmo não sendo gay apenas pelo desespero, namorei sério umas 2 vezes e as 2 terminaram comigo de jeitos horriveis por motivos de sexo, por eu n querer transar todo dia, isso me fudeu mt, de uns 2 anos pra cá eu ja tentei me matar 2 vezes, mas acabei desistindo, ao msm tempo desses 2 anos eu tento arranjar um emprego pra poder sair de casa mas nunca me chamam. Recentemente acho q está pior pra mim, eu passei em uma faculdade e estou estudando, mas a minha mãe vive reclamando q faculdade n dá futuro a ngm e q eu tenho q fazer concurso, mesmo eu explicando q eu quero fazer uma faculdade pra poder sair desse país, isso acaba me desmotivando um pouco pois nada na minha vida eu tive apoio, consegui varios certificados da obmep durante meu ensino médio e só recebia parabens dos professores. Além disso, as 2 únicas pessoas q eu realmente confiava e me importava eu sinto q n posso mais confiar nelas. Meu irmão pelas minhas costas pegou o dinheiro q o pai dele dá pra gente comprar lanche no mês pra comprar coisas no jogo dele por n confiar em mim, a minha namorad? atual parece n escutar nada do que eu digo, sem contar q ela vai passar por transição daqui um tempo e ela tem total apoio meu, mas eu n sei direito como lidar com isso, ver a mulher q eu amo do nada virar um homem, n me importo mt com isso pq eu amo mt ela e vou apoiar ela nas decisões dela, mas tudo isso é mt complicado pra mim, talvez eu faça um outro post perguntando o que fazer nessa situação. Enfim, era só isso, me sinto melhor por poder colocar isso pra fora, me sinto cansado de tudo, eu só n vou tentar me matar mais uma vez pq eu aprendi a ver a beleza da vida e n desistir, mas as vezes eu só deito na minha cama cansado e fico chorando.
submitted by kastikas to desabafos [link] [comments]


2020.11.01 16:53 thewallls Com coração partido, me despeço

Considerava minha irmã minha melhor amiga, tudo que precisava recorria a ela, desabafava, confidenciava, me sacrificava por ela .
Mas de um uns anos pra cá por mais que eu não quisesse enxergar, não tem mais condição, não é recíproco. Ela só amo dinheiro e o namorado tóxico dela que quase bateu nela e na minha mãe, e quem tava lá pra defender e acolher !?
Não sou super sentimental, todas as pessoas tóxicas corto da minha vida, com ela não vai ser diferente, vou me afastar pouco a pouco, pois não quero chamar atenção dos meus pais para isso.
Minha mãe já deve desconfiar, pois ela mesma já chegou pra mim e disse que viu minha irmã me colocando contra nosso pai, dizendo que trato mal ele. Que absurdo! Meu pai quando tá precisando de dinheiro eu tiro do meu e dou pra ele, ela que tem um salário maior que o meu, faz meu pai pagar o fies dela e nunca ajudou em nada
Não quero mais contato com ela nem com o namorado dela, que já mandou minha mãe ir tomar no cu e fez meu pai investir todo o dinheiro da aposentadoria dele em negócios falidos, hj estamos aperreados por conta disso, e ele que guardou o dinheiro dele e usou só o do meu pai, só anda luxando
submitted by thewallls to desabafos [link] [comments]


2020.11.01 02:58 bs-arco_iris Até quando a gente saber como é a vossa relação sexual ? Não sei se devo considerar algo serio com essa menina

Simples, não dá pra sentir falta do que você não quer ficar com mulher e não me preocupo com isso. E com o tempo eles vao se acostumando com a ideia de expurgar a minha dor e a minha mãe e eu a amo com todas as minhas forças. Sou bissexual, no entanto, só mantive relações sexuais com alguém que eu confie ou pelo menos ter dinheiro pra ir embora só que ela não me dava nenhum valor).
submitted by bs-arco_iris to BrasilSimulator [link] [comments]


2020.10.25 20:09 ohimesama1 24 anos e tanto quanto perdida

Tenho 24 anos, sou formada em veterinária por uma faculdade pública e sou casada com a mulher dos meus sonhos. Até aí parece que tá tudo bem mas o problema é que eu NUNCA gostei de veterinária, meus pais me obrigaram a fazer alguma faculdade na área de biológicas, eu acabei prestando e passei, sai da minha cidade para fazer faculdade e quem me sustentava era meu avô porém, no segundo ano da faculdade meu avô faleceu e meus pais cortaram laços comigo (não aceitavam que sou homossexual e eu não era mais útil a eles depois que meu avô faleceu, eles nunca me amaram e nossa relação sempre foi a base de chantagens e pressão) e tive que passar a buscar auxílio econômico na faculdade (tive bolsa de iniciação científica) para me sustentar pois eu não tinha para onde ir e minha faculdade era integral, com esse contexto todo, sempre sofri na faculdade mas não tinha outra opção pois, se não fosse a faculdade eu passaria fome e não teria onde morar. Me formei ano passado e agora estou trabalhando em um consultório, além disso a dona do local queria alguém para abrir uma creche para pets lá e eu vou iniciar esse projeto, pois quero demais fugir de parte clínica mas eu continuo ODIANDO veterinária, as vezes penso que deveria fazer outra faculdade (amo a área de comunicação, sempre tive vontade de trabalhar em rádios) mas fico pensando se realmente vale a pena, tenho minha família (minha esposa trabalha mas precisamos das duas trabalhando), fico achando que vou terminar essa faculdade velha demais e teria que pagar uma faculdade (atualmente não temos muitas condições). Vocês acham que abrir a creche poderia ser uma boa ideia para tentar fugir da parte clínica e depois se conseguir, fazer uma nova faculdade ? Eu tô tão ansiosa, fico frustrada, depressiva demais, eu passo mal pensando em tanta coisa que eu deveria estudar para estar clinicando e simplesmente estudo mas não me sinto nada bem com isso. Para os jovens ingressantes, não façam uma faculdade que vocês não querem ! Dinheiro importa sim, trabalhar é chato em qualquer área mas quando vc minimamente gosta do que faz, as coisas ficam mais simples.
submitted by ohimesama1 to desabafos [link] [comments]


2020.10.24 04:10 mentalorgasmo EU QUERO FODER VOCÊ

Te vendo desse jeito, como não ir ao delírio? Como não salivar? Como não meter a mão na piroca e ficar se masturbando pensando em você quando não te tenho aqui? NÃO TEM COMO, amor. Tu és uma obra-prima feita pelo Senhor. És todo meu ouro. És minha garantia de respirar um ar mais puro e fresco — principalmente quando abre as pernas e senta na minha cara.
Com você eu quero tudo e mais um pouco. Quero te eternizar em mim. Quero que lembremos um do outro até na morte. Que a vida seja apenas um passatempo para nós. Meu foco é te foder, aproveitar você de todas as maneiras possíveis. Porque você me eleva para acima das nuvens com o vapor que essa boceta transmite ao sentir minha piroca dentro. É tão extraordinário meter nela que vira e mexe me arrepio (não sei se você já reparou). A piroca flutua. Você vive melada, tal como sempre acordo excitado.
Quando o assunto é essa bocetinha lisa, suculenta e inchada eu fico todo bobo emergindo sobre. (Na verdade sou um babaca que tenta descrever o que não tem como.) Sou seu maior fã, por inteira, porém você sabe que nessa boceta encantadora eu tenho um apreço maior que outras partes do seu corpo. Amo o rabetão, seios, cabelo, celulites, etc., mas nada me pega tanto assim. Porque é nela que sinto a vibração maior. Parece que elevo o nível, caio na realidade de que estou no paraíso sem precisar gastar dinheiro e/ou me locomover fisicamente para longe. É uma obsessão sem igual.
Quando te pego empinada desse jeito você já sabe que vem coisa boa: num vai-e-vem envolvente te abraço e encaixo minhas mãos nos seios e sigo penetrando bem suave; você vira o pescoço para trás para tentar me dar um selinho. Com minha boca no pescoço vou ao delírio sentindo seu cheiro inigualável.
– Ai, que delícia meter nessa boceta! Como dá prazer senti-la apertadinha! — falo bem baixinho no ouvido dela, que joga o cabelo para o outro lado e deixa tal parte “livre” para minha boca.
— Você gosta mesmo, é? — ela pergunta, como se não soubesse que sou fissurado por ela.
— Não só gosto como sou (literalmente) dependente — finalizo.
E passamos o resto da noite fodendo gostoso, agindo muito e falando pouco.
submitted by mentalorgasmo to u/mentalorgasmo [link] [comments]


2020.10.23 22:48 laladbt morar no brasil ultimamente tem sido uma tortura pra mim(?)

nao me levem a mal eu amo a cultura e as pessoas daqui, mas é tao dificil viver em um lugar com esse custo de vida mesmo sendo de cidade pequena, e ainda por cima meu ciclo de amizade so tem gente que vive melhor(um pouco ou MUITO) do q eukKKKK —exemplo, a casa de uma delas é literalmente 8x o tamanho da minha—. é uma merda deixar de fazer coisas que voce gosta por dinheiro sabe, eu provavelmente estaria no nivel avancado nas aulas de piano se pudesse continuar na epoca. que falando nisso é outro motivo de eu escrever isso aqui, eu to tentando aprender agora de forma autodidata mas nem piano eu trnho, so um teclado pq adivinhem?piano(mesmo digital, que eh o que eu quero) é caro:(( eu so tenho 18 anos tentando entrar numa faculdade como caralhos eu vou juntar dinheiroooo minha familia é muito instavel financeiramente
esse texto nao tem coerencia alguma mas a moral do dia é que nao ser rica é uma merda
submitted by laladbt to desabafos [link] [comments]